O DIREITO FUNDAMENTAL À DURAÇÃO RAZOÁVEL DO PROCESSO PELO USO DO PJe NA JUSTIÇA DO TRABALHO.

  • Germano Schwartz Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter
  • Marcelo Lucca Centro Universitário Metodista (IPA)
Palavras-chave: duração razoável do processo, efetividade, processo judicial eletrônico, PJe

Resumo

Compreender e definir que o tempo é um desafio que alcança amplas áreas do conhecimento humano, podendo ser concebido em duas dimensões: quantitativo e qualitativo. E, por conta da crise da celeridade da prestação da função jurisdicional do Poder Judiciário, a Emenda Constitucional n° 45/2004 positivou o princípio da duração razoável do processo no artigo 5°, inciso LXXVIII da Carta Magna de 1988. Nesse cenário, o Processo Judicial eletrônico, no âmbito da Justiça do Trabalho, estabelece-se como um novo paradigma do acesso à justiça. A informatização do processo judicial apresenta vantagens no que tange à economia e à celeridade processuais, à segurança dos atos praticados, à sustentabilidade. Tal informatização processual, entretanto, necessita resguardar e efetivar os princípios e as garantias fundamentais e processuais já reconhecidos. Neste artigo, a partir do método dedutivo,  examina-se de que forma a informatização do processo do trabalho, que acarretou alterações na forma de visualização, tramitação e execução de atos processuais, modificou o acesso à justiça do trabalho, garantindo a tramitação em uma duração razoável.

Referências

ALMEIDA FILHO, José Carlos de Araújo. Processo eletrônico e teoria geral do processo eletrônico: a informatização judicial no Brasil. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 jan. 2019.

BRASIL. Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos adotado pela XXI Sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas, em 16 de dezembro de 1966;promulgado através do Decreto nº. 592 de 06 de julho de 1992. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/D0592.htm> Acesso em: 13 nov. 2018.
BRASIL. Convenção Americana sobre Direitos Humanos (Pacto de São José da Costa Rica), de 22 de novembro de 1969, promulgado através do Decreto nº. 678 de 06 de novembro de 1992. Disponível: Acesso em: 17 nov. 2018.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil, de 5 de outubro de 1988. Disponível em . Acesso em: out. 2018.

BRASIL. Emenda Constitucional n.o 45, de 30 de dezembro de 2004. Altera dispositivos
dos arts. 5.o, 36, 52, 92, 93, 95, 98, 99, 102, 103, 104, 105, 107, 109, 111, 112, 114, 115, 125, 126, 127, 128, 129, 134 e 168 da Constituição Federal, e acrescenta os arts. 103-A, 103B, 111-A e 130-A, e dá outras providências. Disponível: . Acesso em: 04 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 8.245, de 18 de outubro de 1991. Dispõe sobre as locações dos imóveis
urbanos e os procedimentos a elas pertinentes. Disponível em :
. Acesso em: 08 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.492, de 10 de setembro de 1997. Define competência, regulamenta os
serviços concernentes ao protesto de títulos e outros documentos de dívida e dá outras
providências. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.800, de 26 de maio de 1999. Permite às partes a utilização de sistema de transmissão de dados para a prática de atos processuais. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 10.259, de 12 de julho de 2001a. Dispõe sobre a instituição dos Juizados
Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal. Disponível em:
. Acesso em: 08 fev. 2019.

BRASIL. Medida Provisória nº 2.200-2, de 24 de agosto de 2001b. Institui a Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil, transforma o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação em autarquia, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: Acesso em: 08 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 11.280, de 16 de fevereiro de 2006a. Altera os arts. 112, 114, 154, 219, 253, 305, 322, 338, 489 e 555 da Lei no 5.869, de 11 de janeiro de 1973 - Código de Processo Civil, relativos à incompetência relativa, meios eletrônicos, prescrição, distribuição por dependência, exceção de incompetência, revelia, carta precatória e rogatória, ação rescisória e vista dos autos; e revoga o art. 194 da Lei no 10.406, de 10 de janeiro de 2002 - Código Civil. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 11.419, de 19 de dezembro de 2006b. Dispõe sobre a informatização do processo judicial; altera a Lei no 5.869, de 11 de janeiro de 1973 – Código de Processo Civil; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2019.

COMOGLIO, Luigi Paolo, Durata ragionevole del giudizio e forme alternative di tutela, Revista de Processo, v. 151, set. 2007, p. 73, nota 2.

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Resolução n.º 136/2014, de 14 de maio de 2014.

DINAMARCO, Cândido Rangel. A instrumentalidade do processo. São Paulo: Ed. RT, 1987, p 159.

ESPANHA. Constitución Española, de 27 de dezembro de 1978. Madri. Disponível em: Acesso em: 15 nov. 2018

HAWKING, Stephen; MLODINOV, Leonard. Uma nova história do tempo. Trad. Vera de Paula Assis. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005, p. 108

HESÍODO, Teogonia – A origem dos deuses. Trad. Jaa Torrano. São Paulo: Iluminuras, 2007, p. 111 (versos 173 a 182).

KERKHOFF, Manfred. Kairos – Exploraciones ocasionales em torno a tiempo y destiempo. San Juan: Universidad de Puerto Rico, 1997, p. 130/133.

MACHADO, Magali Cunha; MIRANDA, Fernando Silveira Melo Plentz. Lei nº 11.419/06 – Processo Eletrônico. Revista Eletrônica Direito, Justiça e Cidadania – Volume 1 – nº 1 – 2010. Disponível em: . Acesso em: 04 Fev. 2019.

MARINONI, Luiz Guilherme. Técnica processual e tutela dos direitos. São Paulo: RT, 2004

_______, Tutela antecipatória, julgamento antecipado e execução imediata da sentença. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000.

MILLER, Carolyn R., Foreword in SIPIORA, Phillip; BAUMLIN, James S. (Ed.), Rhetoric and Kairos: Essays in History, Theory and Praxis. New York: University of New York Press, 2002, p. xi/xiii.

NERY JR., Nelson. Princípios do processo na Constituição Federal. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2009, p. 315

OLIVEIRA, Alexandre Vidigal de. Efetividade da Justiça através do Processo Civil. Processo Virtual e Morosidade Real. Disponível em . Acesso em 09 fev. 2019

OST, François. O tempo do direito. Bauru: Edusc, 2005.

PORTUGAL. Constituição da República Portuguesa, de 2 de abril de 1976. Lisboa. Disponível em: Acesso em 18 nov. 2018.

SOARES, Tainy de Araújo. Processo judicial eletrônico e sua implantação no Poder Judiciário brasileiro. Jul. 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 jan. 2019.

TROCKER, NICOLÒ. Processo civile e Constituzione (problemi di diritto tedesco e italiano), Milano, Giuffrè, 1974
Publicado
2020-06-08
Seção
Artigos