A contribuição da consciência morfológica para a leitura no português brasileiro

Bruno Stefani Ferreira de Oliveira, Francis Ricardo dos Reis Justi

Resumo


Neste artigo, avaliou-se a contribuição da consciência morfológica (CM) para a leitura no português brasileiro. Participaram do estudo 141 crianças do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental, que foram testadas nas habilidades de leitura, inteligência, memória de trabalho fonológica (MTF), CM e consciência fonológica (CF). Cada criança foi avalia­da individualmente em duas sessões de, aproximadamente, 15 minutos. Análises de re­gressão hierárquica foram realizadas, sendo controladas a idade e a inteligência, enquan­to entraram em diferentes momentos na equação as variáveis: CF, MTF e CM. A MTF não contribuiu para a leitura e a CM contribuiu para a leitura apenas no 4º e 5º anos, enquanto a CF contribuiu em todos os anos. Embora a CF tenha contribuído em todos os anos escolares, no 4º e 5º anos a contribuição da CM para a leitura foi maior. Discutiu­-se a relevância de se estimular a CM e a CF durante o processo de alfabetização.

Palavras-chave: consciência morfológica; consciência morfossintática; leitura; alfabeti­zação; metalinguagem.


Texto completo:

PDF