"Entre" as artes visuais e educação especial: inquietações que povoaram a metodologia operada na produção de um caderno didático

Autores

  • Marilda Oliveira de Oliveira Ufsm
  • Francieli Regina Garlet Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Cristian Poletti Mossi Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Vivien Kelling Cardonetti Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Palavras-chave:

Caderno didático. Artes Visuais e Educação Especial. Alteridade. Atual e virtual. Experiência do fora.

Resumo

O presente artigo propõe trazer para uma conversação a metodologia operada no processo de produção de um caderno didático para um Curso de Graduação à Distância em Educação Especial, cujo foco é a disciplina de Educação das Artes Visuais voltada para a Educação Especial. Alguns questionamentos estiveram presentes neste trajeto: Como produzir um caderno didático, enquanto um lugar de invenção de problemáticas e não apenas de representação de conhecimentos já dados? Como investir nas imagens e no texto escrito do caderno didático de maneira que o leitor possa se colocar, incursionando percursos de leitura e de experimentação? Dessa forma, buscando atender aos anseios deste trabalho, alguns conceitos como alteridade (GALLO, 2008 e SKLIAR, 2014), atual e virtual (DELEUZE, 2006a, 2006b) e experiência do fora (LEVY, 2011) foram convidados a dialogar com esse estudo, de maneira que conexões passaram a ser engendradas com algumas linhas de força. O atravessamento dessas linhas apostou no lançamento de questões, não se restringindo a resolução de problemas, no convite a experimentações enquanto vias para acionar espaços de invenção, na produção de tensionamentos entre imagens e escritas e no investimento no ‘entre’ dos espaços vazios com intuito de forjar espaços para problematizações. Nesse sentido, essa escrita se deu como forma de dar passagem a alguns afetos que emanaram da criação do referido caderno didático, ao mesmo tempo em que propiciou o acolhimento de algumas virtualidades e a dissolução do que se tem como naturalizado sobre as Artes Visuais e a Educação Especial, atualizando essas paisagens em outras possibilidades ainda não imaginadas.

Referências

CORAZZA, Sandra. Mara. Labirintos da pesquisa, diante dos ferrolhos. In: COSTA, Marisa. Vorraber. (Org.). Caminhos investigativos I: novos olhares na pesquisa em educação. 3a Ed. Rio de Janeiro: Lamparina editora, 2007. p. 103-127.
AUTORA; AUTOR; AUTORA; AUTORA. Título do caderno didático. Cidade: Editora, 2018. Disponível em: link para acesso.
DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a filosofia. 1. ed. brasileira. Tradução de Ruth Joffily Dias e Edmundo Fernandes Dias. Rio de Janeiro: Editora Rio, 1976.
DELEUZE, Gilles. Proust e os signos. 2. ed. Tradução de Antônio Piquet e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.
DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. 2. ed. Tradução de Luiz Orlandi, Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2006a.
DELEUZE, Gilles. Foucault. 6º reimpr. da 1. ed. de 1988. Tradução de Claudia Sant’Anna Martins; Revisão de tradução Renato Ribeiro. São Paulo: Brasiliense, 2006b.
DELEUZE, G. O ato de criação. Trad. J. M. Macedo. São Paulo: Folha de São Paulo, 1999.
DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? Tradução de Bento Prado Junior e Alberto Alonso Muñoz. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.
DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 4. São Paulo: Editora 34, 2012.
GALLO, Silvio. Eu, o outro e tantos outros: educação, alteridade e filosofia da diferença. In: II CONGRESSO INTERNACIONAL COTIDIANO: DIÁLOGOS SOBRE DIÁLOGOS, 2008, Rio de Janeiro. Anais do II Congresso Internacional Cotidiano: Diálogos sobre Diálogos. Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro: [s.n.], 2008, p. 1-16. Disponível em: http://www.grupodec.net.br/wp-content/uploads/2015/10/GalloEuOutroOutros.pdf Acesso em: 8 mai. 2020.
GALLO, Silvio. As múltiplas dimensões do aprender... In: COEB - CONGRESSO DE EDUCAÇÃO BÁSICA: APRENDIZAGEM E CURRÍCULO. 2012, Florianópolis. Anais COEB 2012, Florianópolis: [s.n.], 2012, p. 01-10. Disponível em: <http://189.8.211.4/coeb2012/arquivos/palestras/silvio_gallo.pdf> Acesso em: 8 mai. 2020.
GUATTARI, Félix; ROLNIK, Suely. Micropolítica: cartografias do desejo. 10. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010.
KASTRUP, Virgínia. Educação e invenção em tempos de incerteza. In: VOLZ, Jochen; PRATES, Valquíria (Orgs.). Incerteza viva: processos artísticos e pedagógicos – 32ª Bienal de São Paulo. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 2016. p. 1-5.
LEVY, Tatiana Salem. A experiência do fora: Blanchot, Foucault e Deleuze. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.
AUTORA; AUTOR; AUTORA; AUTORA. Título do artigo. In: Organizadores do livro. Título do livro. Cidade: Editora, 2018. p. _-_ Disponível em: link para acesso.
PELBART, Peter Pál. O tempo não reconciliado: imagens de tempo em Deleuze. São Paulo: Perspectiva, 2007.
SKLIAR, Carlos. Desobedecer a linguagem: educar. Tradução de Giane Lessa. 1ª ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.
SPINOZA, Benedictus de. Ética. Tradução e notas de Tomaz Tadeu. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.
ROLNIK, Suely. Cartografia sentimental: transformações contemporâneas do desejo. Porto Alegre: Sulina. Editora da UFRGS, 2006.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

Oliveira de Oliveira, M., Garlet, F. R., Poletti Mossi, C., & Kelling Cardonetti, V. (2022). "Entre" as artes visuais e educação especial: inquietações que povoaram a metodologia operada na produção de um caderno didático. Revista Trama Interdisciplinar, 13(2), 279–299. Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tint/article/view/15168