O ateliê como espaço interdisciplinar no ambiente acadêmico

Autores

  • Regina Lara Silveira Mello PPG-Eduacação, Arte e História da Cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie https://orcid.org/
  • Teresa Almeida Pós-doutora e pesquisadora na Universidade Nova de Lisboa (UNL).

Palavras-chave:

criatividade; interdisciplinaridade; ateliê em universidade; arte em vidro; cultura material.

Resumo

O ateliê artístico é um lugar que estimula a expansão de ideias e o desenvolvimento de linguagens, promove a realização de produção criativa e inovadora a qual chamamos Arte. É um espaço essencialmente interdisciplinar que une teoria e prática, pensamento e gestualidade. Neste artigo apresentam-se reflexões sobre a experiência vivida em dois diferentes ateliês, especialmente dedicados a criação de obras realizadas com o material vidro, na Universidade Presbiteriana Mackenzie e na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, ambos coordenados por professoras-artistas, Regina Lara no Brasil e Teresa Almeida em Portugal. Como espaço inserido na universidade, os ateliês recebem alunos para aulas dos cursos de arte e design da graduação e da pós-graduação, bem como desenvolvem-se projetos de extensão. A aula pratica ministrada em ateliê baseia-se no princípio de que a experiência assistida por uma reflexão específica gera um processo criativo consciente, essencial à formação artistas e designers. Nestes ateliês os alunos são levados a compreender as propriedades físicas e estéticas do vidro, em plasticidades e diálogos expressivos com outros materiais através da experimentação de meios de transformação da matéria. São analisados aspectos relevantes do processo criativo, rotinas, inspirações, experiências selecionadas entre exercícios propostos e ambiente de ateliê, especialmente aqueles instalados em universidades que facilitam o surgimento de pesquisas interdisciplinares, ampliando positivamente o seu campo de atuação.

Referências

ALMEIDA, Teresa. Exposição de vidro e sobre o vidro. (RE)pensar o ensino. 1ªed. Porto: I2ads edições, 2019.
ARNHEIM, Rudolf. Arte e Percepção Visual: uma Psicologia da Visão Criadora. 1ªed. São Paulo: Pioneira/Edusp, 1980.
ARNHEIM, Rudolf. Intuição e Intelecto na Arte. 2ªed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.
BEUYS, Joseph. Cada homem é um Artista. 2ªed. Santa Maria da Feira: 7 NÓS, 2011.
BRASSAÏ, Gilberte. Conversas com Picasso. 1ªed. São Paulo: Cosac & Naify, 2000.
Catálogo da Exposição hidden biodiversity, Estufa Fria, Lisboa, 2019.
CSIKSZENTMIHALYI, Mihalyi. Fluir: Uma psicologia de la felicidad. Barcelona: Kairos, 1996.
CSIKSZENTMIHALYI, Mihalyi. Creatividad: El fluir y la psicologia del descubrimento y la invencion. Barcelona: Paidós, 1998.
Dicionário Acadêmico Alemão-Português. Porto: Editora lda, 1978.
Dicionário Online Priberam da Língua Portuguesa. https://dicionario.priberam.org/empratamento Disponível em http:// dicionario.priberam.org. Acesso em 10 jan 2022.
FERREIRA, Antônio Quadros. Fazer falar a pintura. UP. Editorial, Universidade do Porto, 2011.
GARDNER, Howard. Arte, Mente, Cérebro, uma abordagem cognitiva da criatividade. 1ªed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999.
GAUGUIN, Paul. Antes e Depois. 1ªed. Porto Alegre: L&PM, 2000.
MATISSE, Henri. Escritos e reflexões sobre arte. 1ªed. Póvoa de Varzim: Ulisseia, 1972.
MELLO, Regina Lara Silveira. O Processo Criativo em Arte: Percepção de Artistas Visuais. 2008. Tese (Doutorado em Psicologia como Profissão e Ciência) Programa de Pós-Graduação do Centro de Ciências da Vida da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUCCAMP.
OSTROWER, Fayga. Acasos e a criação artística. 1ªed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.
PICASSO, Pablo. O Touro, série de 11 litografias. Disponível em https://br.pinterest.com. Acesso em 30 jan 2022.
WECHSLER, Solange Muglia. Criatividade: Descobrindo e Encorajando. 1ªed. Campinas: Livro Pleno, 2002.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

Lara Silveira Mello, R., & Almeida , T. (2022). O ateliê como espaço interdisciplinar no ambiente acadêmico. Revista Trama Interdisciplinar, 13(2), 29–49. Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tint/article/view/15158