A psicodinâmica do preconceito: Revisão bibliográfica

  • Rafael Cardoso de Brito Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Berenice Carpigiani Universidade Presbiteriana Mackenzie

Resumo

A intenção da presente pesquisa foi investigar como a teoria psicanalítica do funcionamento intrapsíquico do preconceituoso pode ajudar a delimitar as características anímicas desse mal social. Como metodologia, utilizou-se a pesquisa bibliográfica, isto é, um estudo das fontes documentais selecionadas de maneira ordenada, sistematizada e documentada, com critérios e procedimentos claramente delimitados. 17 artigos foram selecionados e cada um deles foi estudado, fichado e analisado. Como principal resultado, pôde-se concluir que o preconceito é um mecanismo, no fundo, de identificação. As funções primordiais a que atende são voltadas para a manutenção das boas relações objetais e a coesão narcísica do Self frente a ameaça de sua destruição pela sensação da ambivalência. Dessa forma, o indivíduo precisa proteger as identificações que são a base da constituição do seu Self através de mecanismos de defesa que colocam tanto a gênese quanto o produto de suas angústias em outros, fundamentalmente percebidos como diferentes.

Biografia do Autor

Rafael Cardoso de Brito, Universidade Presbiteriana Mackenzie
Bacharel em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Berenice Carpigiani, Universidade Presbiteriana Mackenzie
Diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade resbiteriana Mackenzie e Professora Doutora do Curso de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie
Publicado
2020-04-14
Seção
Psicologia social