Dificuldades de escrita em alunos do Ensino Fundamental

Débora Cecilio Fernandes, Selma de Cássia Martinelli

Resumo


O objetivo da presente pesquisa foi avaliar e analisar as principais dificuldades de escrita apresentadas por alunos do 2º ao 5ºano do Ensino Fundamental utilizando o modelo de Rasch. Participaram da pesquisa 413 alunos de escolas públicas, sendo 227 (55%) do sexo feminino. Os participantes foram avaliados com o Teste de Avaliação da Escrita, nos subtestes sílabas, palavras e pseudopalavras. Os dados foram analisados a partir do modelo de Rasch. Verificou-se que sílabas com estrutura mais complexa, como consoante-consoante-vogal-consoante, foram mais difíceis. As palavras mais difíceis apresentaram a possibilidade de um fonema ser representado por mais de um grafema e continham acento. Nas pseudopalavras mais difíceis, era necessário empregar regras ortográficas bem definidas, como o uso do “m” antes de “p” e “b”. Os resultados obtidos podem auxiliar o professor a antecipar as prováveis dificuldades dos alunos e planejar estratégias pedagógicas diferenciadas.


Texto completo:

PDF PDF (English)