Mulheres, Pobreza e Arquitetura

Autores

  • Nadia Somekh Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.5935/cadernospos.v21n1p09-22

Palavras-chave:

Gênero; Questão Social; Conselho de Arquitetura e Urbanismo; Pautas Emergentes; Gestão Colaborativa.

Resumo

O que nosso país precisa dos arquitetos? Como o Conselho de Arquitetura e Urbanismo pode ajudar a proteger a sociedade e valorizar a Arquitetura? Priorizamos duas questões centrais e estruturamos este artigo em três partes. A primeira trata da questão de gênero e equidade inexistente na Arquitetura; na segunda parte tratamos da necessidade de valorizar a arquitetura na questão social: um terço das habitações no Brasil são precárias. Nós, arquitetos, temos uma missão imensa e importante a cumprir para o desenvolvimento do país. Finalmente, encerramos nosso artigo com as propostas de ação no CAU - Conselho de Arquitetura e Urbanismo - para o próximo triênio, principalmente para resgatar o prestígio social do Arquiteto perante a população carente que mais necessita do nosso ofício.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nadia Somekh, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Professora emérita da FAU-Mackenzie, doutora pela FAU-USP. Recebeu em agosto de 2018 do ministério da Educação Nacional do Ensino Superior e da Pesquisa da Republica Francesa a Palma Acadêmica sendo nomeada "Chevalier dans l Ordre des Palmes Academiques" Foi presidente do CONPRESP e diretora do Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura de São Paulo 2013 a 2016, quando concebeu a Jornada do Patrimônio na cidade de SP em 2015. Foi presidente da EMURB 2002 A 2004 e secretária de Desenvolvimento Econômico de Santo André 200 A 2202, entre outros cargos públicos. Foi Diretora da FAU Mackenzie 2005 a 2009 e coordenou a estruturação do programa de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo do Mackenzie. Foi Conselheira da UIA (União Internacional de Arquitetos 2008/2017) é conselheira do IAB e eleita Conselheira Federal pelo CAU para o triênio 2018/2020.Reeleita Conselheira Federal, assumiu a Presidência do CAU Brasil em janeiro de 2021 para uma gestão até 2023. Foi Professora convidada do IUP (Institut d Urbanisme de Paris), da Universidade de Cergy Pontoise e da escola de Arquitetura Paris Val de Seine. É Autora de A Cidade Vertical e o Urbanismo Modernizador, entre outros livros e artigos, pesquisa verticalização das cidades brasileiras e projetos urbanos com inclusão social e proteção ao Patrimônio Histórico/Cultural na metrópole contemporânea. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1976), especialização em Patrimônio Ambiental Urbano pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1994). É Membro de corpo editorial da REVISTA ESTUDOS URBANOS ANPUR, Membro de corpo editorial da Cadernos Metrópole (PUCSP) e Membro de corpo editorial do Cadernos de Pós Graduação do Programa de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Planejamento Urbano e Regional.

Referências

CAU/BR. 1º. Diagnóstico de Gênero na Arquitetura e Urbanismo. Comissão Temporária para a Equidade de Gênero, 2020. Disponível em: https://www.caubr.gov.br/wp-content/uploads/2020/08/DIAGN%C3%93STICO-%C3%ADntegra.pdf. Acesso em: 5 maio 2021.

CAU/BR. Habitação Social: uma questão de Saúde Pública. Documentário. Comissão de Política Profissional, CAU/BR, dez. 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=E7dfO5PZsWA. Acesso em: 6 maio 2021.

COLOMINA, B. With, or without you: the ghosts of modern architecture. In: SCHWARTZ, A.; BUTLER, C. Modern Women: women artists at the Museum of Modern Art. New York: Museum of Modern Art, 2010.

DINIZ, D. Mundo pós-pandemia terá valores feministas no vocabulário comum, diz antropóloga Debora Diniz. Folha de S.Paulo, 6 abr. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/04/mundo-pos-pandemia-tera-valores-feministas-no-vocabulario-comum-diz-antropologa-debora-diniz.shtml. Acesso em: 5 maio 2021.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Seminário Internacional Pesquisa Déficit Habitacional e Inadequação de Moradias no Brasil: avanços e desafios. Síntese Grupo de Trabalho 2, “Inadequação habitacional no Brasil: situação atual e novas perspectivas, como mensurá-las?”, Subgrupo 2.3 – “Inadequação edilícia”. Setembro de 2020a. Disponível em: http://novosite.fjp.mg.gov.br/wp-content/uploads/2020/09/28.9_Sintese_GT.pdf. Acesso em: 5 maio 2021.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Cimar Azeredo Pereira. Seminário Internacional Pesquisa Déficit Habitacional e Inadequação de Moradias no Brasil: avanços e desafios. Apuração do déficit habitacional e inadequação de domicílios e nova proposta metodológica, Setembro de 2020b. Disponível em: http://novosite.fjp.mg.gov.br/wp-content/uploads/2020/08/14.9_Cimar-Azeredo.pdf. Acesso em: 5 maio 2021.

GIVISIEZ, G. et al. Seminário Internacional Pesquisa Deficit Habitacional e Inadequação de Moradias no Brasil: avanços e desafios. Síntese Grupo de Trabalho 1 – “Déficit Habitacional no Brasil”, Subgrupo 1.2 – “Ônus excessivo com aluguel urbano e adensamento excessivo em domicílios alugados”. Setembro de 2020. Disponível em: http://novosite.fjp.mg.gov.br/wp-content/uploads/2020/09/28.9_Sintese_GT.pdf. Acesso em: 6 maio 2021.

ROSSETO, R.; OLIVEIRA, Q. T. A. de. Seminário Internacional: O perfil e a valorização da mulher na Arquitetura. FAU Mackenzie, mar. de 2020.

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO CAU (SICCAU). Quantitativo de registros. Disponível em: https://transparencia.caubr.gov.br/registros/. Acesso em: 6 maio 2021.

UNION INTERNACIONALE DES ARCHITECTES. Assembléia em Seoul. Córeia do Sul. 2017. Disponível em: https://www.uia-architectes.org/webApi/uploads/ressourcefile/380/gender_equity_policy_2017_12.pdf. Acesso em: 6 maio 2021.

Downloads

Publicado

2021-07-03

Como Citar

SOMEKH, N. Mulheres, Pobreza e Arquitetura. Cadernos de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 09–22, 2021. DOI: 10.5935/cadernospos.v21n1p09-22. Disponível em: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgau/article/view/mulheres.pobreza.arquitetura.cadernos.pos.au.2021.1. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos