Arte como experiência ou a experiência na pesquisa em artes visuais

Autores

  • Miguel Vassali UDESC
  • Jociele Lampert UDESC

Palavras-chave:

Artes visuais, experiência, pesquisa, educação, processo criativo

Resumo

O presente artigo articula referencial teórico baseado nos princípios de John Dewey, objetivando a compreensão da pesquisa no contexto formativo da docência em artes visuais. Desta forma, ao adensar o referencial teórico, construímos práticas artística e pedagógicas que dialogam com campos de criação e metodologias artísticas, que interconectam o processo criativo e os modos de ser artista professor. O entre cruzamento da arte como experiência, ou da arte e arte educação, ocorre em ações de ensino, pesquisa e extensão no Estúdio de Pintura Apotheke, como tempo e espaço para o processo pictórico. Neste texto, objetivamos adensar o referencial teórico conceitual que tanto nos instiga à produção da pesquisa, evidenciando o conceito da experiência na pesquisa em artes visuais.

Biografia do Autor

Miguel Vassali, UDESC

Mestre em Artes Visuais na linha de Ensino das Artes Visuais pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Graduado em em Design pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2012). Graduando de Artes Visuais Licenciatura na Universidade do Estado de Santa Catarina. Participa do grupo de pesquisa Entre Paisagens CNPq/Udesc e do programa de extensão Grupo de Estudos Estúdio de Pintura Apotheke. Tem experiência na área de pintura, desenho, gravura e design gráfico.

Jociele Lampert, UDESC

Doutora em Artes Visuais pela ECA/USP (2009); Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (2005). Possui Graduação em Desenho e Plástica Bacharelado em Pintura, pela Universidade Federal de Santa Maria (2002) e Licenciatura também pela Universidade Federal de Santa Maria (2003). Professora Associada na Universidade do Estado de Santa Catarina. Atua no Mestrado e Doutorado em Artes Visuais PPGAV/UDESC, como orientadora na Linha de Pesquisa de Ensino das Artes Visuais e na Graduação em Artes Visuais DAV/UDESC. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Arte, Educação e Cultura UFSM/CNPq. Membro/Líder do Grupo de Pesquisa Entre Paisagens UDESC/CNPq. Coordenadora do Grupo de Estudos Estúdio de Pintura Apotheke (UDESC). É Editora Chefe do Periódico Revista Apotheke.

Referências

AMARAL, Maria Nazaré de Camargo. Dewey: filosofia e experiência democrática. São Paulo: Perspectiva, 1990.

CUNHA, Marcus Vinicius da. Dewey e Piaget no Brasil dos anos 30. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 96, p. 5-12, maio 1996.

DEWEY, John. A criança e os programas de ensino. Educação, São Paulo, v. 7, n. 4/5.Abr/maio, 1932.

DEWEY, John. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

DEWEY, John. Como Pensamos: como se relaciona o pensamento reflexivo com o processo educativo: uma reexposição. Tradução de Haydée Camargo Campos. 4. ed. São Paulo: Nacional, 1979a.

DEWEY, John. Democracia e Educação. Tradução de Godofredo Rangel e Anísio Teixeira. São Paulo: Nacional, 1979b.

DEWEY, John. Vida e Educação. Tradução de Anísio Teixeira. 5. ed. São Paulo: Nacional. 1959.

GREENE, Maxine. Liberar la imaginación: ensayos sobre educación, arte y cambio social. Ed. Grão, Barcelona, 2005.

JACOB, Mary. J. Dewey for artists. University of Chicago Press: Chicago, 2018.

LAMPERT, Jociele. O ateliê de pintura como um laboratório de ensino e aprendizagem em Artes Visuais. Porto Arte: Revista de Artes Visuais. Porto Alegre: PPGAV- -UFRGS, v. 23, n. 39, p.1-9, jul. - dez. 2018.

SULLIVAN, Graeme. Art practice as research: inquiry in the visual arts. Sage Publications: California, 2005.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

Vassali, M., & Lampert, J. (2022). Arte como experiência ou a experiência na pesquisa em artes visuais. Revista Trama Interdisciplinar, 13(2), 50–66. Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tint/article/view/15204