A arte sacra universal: a percepção do sensível na imagem de Nossa Senhora de Aparecida

the perception of the sensitive in the image of Our Lady of Aparecida

Autores

  • Egidio Shizuo Toda Universidade Presbiteriana Mackenzie

Palavras-chave:

Arte sacra. Basílica de Aparecida. Contemporaneidade. Virgem Maria. Semiótica.

Resumo

O artigo tem como objetivo a análise semiótica da arte sacra na contemporaneidade e uma contribuição na questão de como se ler uma obra de arte. É a compreensão de um fenômeno religioso que já atravessou dois milênios de história e que vem acompanhando a evolução do cristianismo através dos tempos. Trata-se de Maria, também conhecida por Virgem Maria, Nossa Senhora e Mãe de Deus, entre outros títulos. A partir do Livro do Apocalipse, capítulo 12, trataremos da obra de arte da Virgem Imaculada Conceição localizada na basílica de Aparecida. Com a ajuda de alguns teóricos atuais em liturgia, arte, semiologia, simbologia, fenomenologia e dos estudos do italiano Gio Lomazzo, do séc. XVI, vamos decodificar o seu significado.  O propósito do estudo desta obra é demonstrar a forte relação na direção de um objetivo comum: a elaboração artística e como a arte auxilia os crentes, seja pela capacidade de catequização ou pela elevação do espírito que a arte sacra intencionalmente provoca.

Biografia do Autor

Egidio Shizuo Toda, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Brasileiro, aluno de Mestrado em EAHC-Mackenzie, aluno de especialização em Comunicação e Mídias, graduado em Comunicação Digital e Fotografia, atuante como Diretor de Arte/Designer Gráfico em mídia impressa há 25 anos, e há 3 como professor universitário. Editora Abril: 15 anos (revistas Disney, Recreio, Manequim Noiva, VivaMais!, Publicidade...), Editora Peixes (revistas Terra, Próxima Viagem, ViverBem, Gula...), UNIP (História da Arte, Fotografia, Comunicação Editorial, Computação Gráfica, Design Gráfico).

Referências

BELTING, Hans. A verdadeira imagem: entre a fé e a suspeita das imagens, cenários históricos. Porto: Dafne Editora, 2011.
BÍBLIA, online. Disponível em: <http://www.bibliaonline.com.br>. Acesso em: 2016, 2017, 2018, 2019 e janeiro. 2022.
BOULEAU, Charles. Tramas: La geometria secreta do los pintores. Ed. Akal, 1996.
CARR-GOMM, Sarah. Dicionário de Símbolos na Arte. Bauru: EDUSC, 2004.
CAUQUELIN, Anne. Arte Contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins, 2005.
CRISPOLTI, Enrico. Como estudar a Arte Contemporânea. Lisboa: Editorial Estampa, 2004.
DONDIS, Donis A. Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
FARINA, Modesto. PEREZ, Clotilde. BASTOS, Dorinho. Psicodinâmica das Cores em Comunicação. Ebook. São Paulo: Blucher, 2013. Disponível em: < https://www.academia.edu/11168229/Psicodinâmica_das_Cores_em_Comunicação>. Acesso em: 2019 e janeiro. 2022.
LOMAZZO, Gio Paolo. Trattato dell'arte della pittvra, scoltvra, et architettvra. Milano: Paolo Gottardo Pontio, stamparote Regio, A instantia di Pietro Tini, 1584. Disponível em: <https://archive.org/details/trattatodellarte00loma>. Acesso em: 2019 e janeiro. 2022.
LOPES, Mª de São Pedro; SOUSA, Jenny Gil; FONTES, Ana (Org.). Da participação na Cultura à cultura da Participação. Lisboa: Associação Iberoamericana de Animação Cultural, 2014. p. 154-165.
MANGUEL, Alberto. Lendo Imagens: uma história de amor e ódio. São Paulo: Cia. das Letras, 2001.
MARTINS, Mirian Celeste, PICOSQUE, Gisa, GUERRA, M. Terezinha T. Teoria e Prática do Ensino de Arte. São Paulo: FTD, 2010.
MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 2014.
__________________________. A prosa do mundo. Cosac Naify Portátil, 2014.
OSTROWER, Fayga. A sensibilidade do intelecto. Rio de Janeiro: Campus, 1998.
_________________. Criatividade e processos de criação. Petrópolis: Vozes, 2001.
PASTRO, Claudio. A Arte no Cristianismo: fundamentos, linguagem, espaço. São Paulo: Paulus, 2010.
_______________. Santuário de Aparecida: Aparecida shrine. Aparecida: Editora Santuário, 2017.
PRETTE, Maria Carla. Para entender a arte. São Paulo: Editora Globo, 2008.
RIZOLLI, Marcos. Artista, cultura, linguagem. Campinas: Akademika Editora, 2005.
TODA, Egidio S. A arte sacra de Cláudio Pastro na Basílica de Aparecida e sua contemporaneidade: história, cultura e leitura de suas obras. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura) Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

Toda, E. S. (2022). A arte sacra universal: a percepção do sensível na imagem de Nossa Senhora de Aparecida: the perception of the sensitive in the image of Our Lady of Aparecida. Revista Trama Interdisciplinar, 13(2), 184–215. Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tint/article/view/15124