ANÁLISE DO DESASTRE DE MARIANA ATRAVÉS DA CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO

Erika de Oliveira Barros, Sergio Vicente Denser Pamboukian

Resumo


O uso de novas tecnologias para o monitoramento ambiental e a análise de informações geoespaciais vem crescendo de forma acelerada. Os softwares de Sistemas de Informações Geográficas, em conjunto com imagens obtidas através de Sensoriamento Remoto, permitem a análise detalhada de mudanças ocorridas na superfície terrestre. Este trabalho utiliza a Classificação Supervisionada de imagens de satélite para analisar as consequências do desastre ambiental que ocorreu em 2015 com o rompimento da barragem de rejeitos de Fundão, localizada na cidade de Mariana, no estado de Minas Gerais, Brasil. O estudo analisa as imagens da área afetada antes e depois do evento. As imagens classificadas permitem ver em detalhes o caminho percorrido pela lama e delimitar as áreas afetadas.


Palavras-chave


Geoprocessamento, Sistemas de Informações Geográficas (SIG), Barragens de rejeitos, Classificação Supervisionada, Sensoriamento Remoto

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, C. B. Contribuição ao estudo do comportamento de barragens de rejeito de mineração de ferro. 2006. 133 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, COPPE, Rio de Janeiro, 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

FIGUEIREDO, Divino. Conceitos Básicos de Sensoriamento Remoto. 2005. 32 f. Apostila. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censos e organização do território. 2017. Disponível em: . Acesso em: 22 jan. 2017.

LOZANO, Fernando Arturo Erazo. Seleção de locais para barragens de rejeitos usando o método de análise hierárquica. 2006. 142 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

MENEZES, Paulo Roberto; ALMEIDA, Tati de. Introdução ao processamento de imagens de sensoriamento remoto. Brasília: Unb e Cnpq, 2012. 276 p. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

OPEN SOURCE GEOSPATIAL FOUNDATION (OSGEO). QGIS - A Free and Open Source Geographic Information System. Disponível em: . Acesso em: 25 out. 2016.

RUDORFF, B. F. T. Produtos de Sensoriamento Remoto. Disponível em: Acesso em: 23 ago. 2016.

SOUZA FILHO, Carlos Roberto de. Sensoriamento Remoto Hiperespectral. 2004. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2016.

ZALIS, Pieter. O mapa da destruição. Veja, São Paulo, v. 48, n. 2454, p.84-92, 2 dez. 2015






COMO EFETUAR O CADASTRO NA RMEC

Autor

1. Acessar o site da revista: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/rmec

2. Clicar no botão “Acesso”.

3. Clicar em “Não está cadastrado? Cadastre-se no sistema”.

4. Preencher todos os dados.

4.1 No final do formulário, escolher a opção “Autor”.

4.2 Clicar no botão “Cadastrar”.

5. O usuário deve receber um e-mail de confirmação.

Avaliador

1. Efetuar normalmente o cadastro de Autor.

2. Enviar e-mail para revista.engenharia@mackenzie.br:

  • indicar que deseja ser avaliador;
  • informar o LOGIN (a senha não é necessária);
  • informar as áreas de interesse para avaliação;

3. O Editor-Chefe incluirá no cadastro o papel de “Avaliador”.