Sintomas depressivos e suporte familiar em idosos e adultos em hemodiálise

Silvana Alba Scortegagna, Débora Soares de Bastos, Makilim Nunes Baptista, Gabriela da Silva Cremasco

Resumo


Resumo: Este estudo investigou a sintomatologia depressiva e a percepção do suporte familiar em idosos e adultos com doença renal crônica (DRC). Participaram 60 pacientes, entre 20 e 85 anos, distribuídos em dois grupos: sendo um grupo de idosos (GI) de 60 anos e mais, e outro grupo de adultos (GI) com até 59 anos, em tratamento de hemodiálise. Foram utilizados um protocolo com dados sociodemográficos, o Inventário de Depressão de Beck (BDI-II) e o Inventário de Percepção Suporte Familiar (IPSF). O BDI-II apontou níveis de depressão mínima e o IPSF, níveis elevados de percepção de suporte familiar, não sendo encontradas diferenças significativas entre os grupos. Houve uma correlação negativa (r = -0,36; p = 0,01) entre o BDI-II e o IPSF, indicando que quanto maior a percepção de suporte familiar, menor a sintomatologia depressiva.

Palavras-chave: avaliação psicológica; sintomas depressivos; suporte familiar; doença crônica; envelhecimento.


Texto completo:

PDF