Evidências de validade de critério para a Escala de Atribuições de Causalidade

  • Adriana Satico Ferraz Universidade São Francisco, Campus Campinas/SP
  • Acácia Aparecida Angeli dos Santos Universidade São Francisco, Campus de Campinas/SP
  • Leandro da Silva Almeida Universidade do Minho, Campus de Gualtar, Braga/PT

Resumo

Este artigo reporta o estudo de evidências de validade de critério concorrente da Escala de Avaliação de Atribuições de Causalidade para Alunos do Ensino Fundamental (EAVAT-EF), constituída pelos fatores Causas para o Sucesso e Causas para o Fracasso. Responderam à escala 927 alunos (do terceiro ao nono ano; Midade = 11,59; DP = 1,98), em maioria meninas (53,9%), sendo 147 repetentes. Os resultados indicaram a predisposição dos alunos do ensino fundamental I a indicar o fator Causas para o Sucesso. As médias das meninas e dos alunos não repetentes sobressaíram nos dois fatores da EAVAT-EF. Examinou-se que os alunos do ensino fundamental II e reprovados por ano escolar obtiveram pontuações mais elevadas no fator Causas para o Fracasso. São discutidas particularidades do ensino-aprendizagem entre os níveis de ensino, os possíveis impactos nas atribuições causais devido à interação entre as variáveis sexo e repetência, bem como a interferência dos critérios de reprovação nas crenças atribucionais.
Palavras-chave: motivação para aprendizagem; atribuições causais; ensino fundamental; repetência escolar; avaliação psicoeducacional.

Publicado
2019-10-17
Seção
Avaliação psicológica