A compreensão da política por militantes do movimento trans alagoano

  • Carolina Cavalcante Lins Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Marcos Ribeiro Mesquita Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Resumo

Considerando-se o caráter recente da organização de movimentos sociais trans no Brasil, objetivamos analisar a compreensão de política de travestis e transexuais na cidade de Maceió, através da Associação das Travestis e Transexuais de Alagoas (ASTTAL). Tal estudo se mostra relevante à medida que são considerados os contextos de transfobia e violência de gênero na cidade em questão. Para tanto, nos inserimos e participamos das atividades do movimento trans, que foram registradas em diários de campo. Também foram realizadas entrevistas semiestruturadas com sete integrantes desta associação. Obtivemos conclusões que se subdividiram em três categorias, que apontaram para dimensões como a política institucional, partidária; a política específica do movimento LGBT; e a política associada à cidadania e às políticas públicas.

Publicado
2020-04-14
Seção
Psicologia social