O caminho bordado: reflexões teórico-metodológicas da pesquisa de campo sobre as narrativas orais do Rio do Engenho – Ilhéus/ Bahia

Gisane Souza Santana, Maria de Lourdes Netto Simões

Resumo


Este estudo tem como objetivo  discutir sobre os aspectos teórico-metodológicos da pesquisa de campo das narrativas orais do Rio do Engenho , Ilhéus Bahia. Trata-se de um estudo desenvolvido interdisciplinarmente no espaço da Literatura Comparada onde  são estabelecidas convergências conceituais da teoria e crítica literárias, da nova história e dos estudos da cultura. Parte-se de uma pesquisa bibliográfica, relacionando questões sobre performance (ZUMTHOR, 2000; FERNANDES, 2002; ALCOFORADO, 2002), memória (NORA, 2004; HALBWACHS, 2006; FERREIRA, 2004; POLLACK, 1989)  e práticas simbólicas (CERTEAU, 1998; IPHAN, 2000.). Por meio da pesquisa de campo, foram feitas  a recolha dos relatos e depoimentos através do método da história oral (PORTELLI, 1989). O tratamento desses relatos e depoimentos foi fundamentado na concepção de testemunho (MOREIRAS, 2001; LEMAIRE, 2002) enquanto formas primárias de manifestação cultural. A pesquisa permitiu verificar que as narrativas orais podem ser entendidas como uma síntese de processos sociais e culturais, de um passado compartilhado pela comunidade; podem ser consideradas como representação das práticas cotidianas, das tradições e vivências coletivas. 


Palavras-chave


pesquisa de campo, narrativas, memória, práticas simbólicas.

Texto completo:

PDF