A arte na pedagogia e a formação do professor para educação infantil e anos iniciais: inquietações e esperanças

Autores

  • Mirian Celeste Martins Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Lúcia Lombardi Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Resumo

Em 2012, um grupo de professores que trabalham com a arte em disciplinas dos cursos de Pedagogia se reuniu para trocar inquietações e ampliar a visão sobre a área nesses cursos. O grupo se tornou o Grupo de Pesquisa Arte na Pedagogia (Gpap), envolvendo professores de várias universidades. Neste artigo, apresentamos um breve histórico dos cursos de Pedagogia e do Gpap, e as pesquisas que estão sendo feitas, cujos resultados se complementam com outros artigos deste dossiê. Resultados e reflexões vão muito além dos nomes que os assinam, pois são muitas as vozes que têm participado da árdua e esperançosa tarefa de oferecer contatos mais sensíveis com as linguagens artísticas, espaços para a imaginação, para a percepção apurada e para o aflorar de poéticas pessoais e coletivas. Tarefa maior de insuflar um outro olhar para a escola e a formação de educadores, tendo as linguagens artísticas como alimento para a dimensão estética que, com a arte e a cultura, tece a vida e o conhecimento.

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

Martins, M. C., & Lombardi, L. (2016). A arte na pedagogia e a formação do professor para educação infantil e anos iniciais: inquietações e esperanças. Revista Trama Interdisciplinar, 6(2). Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tint/article/view/8350

Edição

Seção

Dossiê