Relação entre uso de substâncias e qualidade de vida em uma amostra comunitária de adultos

Luiz Felipe Ayres Bernardes, Nelson Hauck Filho, Ana Paula Porto Noronha

Resumo


O uso contínuo e o abuso de substâncias psicoativas podem estar associados à ocorrência de diversos eventos negativos, impactando na qualidade de vida das pessoas. No presente estudo, foi investigada a relação entre nove distintas substâncias e os diferentes domínios da qualidade de vida avaliados pelo instrumento WHOQOL-bref. Os participantes foram 105 adultos de uma amostra comunitária (média de idade = 23,91, DP = 0,51; 57,14% mulheres). Os resultados revelaram prejuízos na qualidade vida apenas para o uso de cocaína e de ansiolíticos, além de uma inesperada tendência de relacionamento positivo entre uso de estimulantes e qualidade de vida. Foram muito altas as prevalências para uso moderado de tabaco, álcool e maconha. Os resultados são discutidos à luz de estudos anteriores e sob a possibilidade da configuração idiossincrática da presente amostra.

Palavras-chave: Drogas, Psicopatologia, Bem-estar, Saúde.


Texto completo:

PDF PDF (English)


ISSN 1980-6906 (on-line)