A questão da ortografia no processo de alfabetização: aspectos sociofonéticos

  • Juliane Siqueira Universidade Federal de Ouro Preto
  • Clézio Roberto Gonçalves Universidade Federal de Ouro Preto
  • Rita Cristina Lima Lages Universidade Federal de Ouro Preto
Palavras-chave: Alfabetização, fonética, ortografia.

Resumo

Este artigo se propõe a estudar os desvios ortográficos motivados por interferências fonéticas em crianças que estão em fase inicial de alfabetização, uma vez que o primeiro contato com a língua escrita muitas vezes acontece na escola. Os objetivos específicos desse trabalho visam classificar os tipos de desvios ortográficos coletados nos textos, analisar as motivações existentes nos desvios ortográficos e identificar o tipo de intervenção existente nos desvios ortográficos.

Biografia do Autor

Clézio Roberto Gonçalves, Universidade Federal de Ouro Preto

É pós-doutor em Língua e Cultura pelo Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia (UFBA); doutor em Linguística (Área de concentração: Semiótica e Linguística Geral) pela Universidade de São Paulo (USP), com estágio de Doutorado Sanduíche em Linguística, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (UP - Portugal); mestre em Letras (área de concentração: Linguística) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente, atua como Professor Associado (Graduação), Professor Permanente e Pesquisador (Mestrado), na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, Linguística, Sociolinguística, Linguística Aplicada, Ensino de Língua Portuguesa na UFOP/ICHS.

Rita Cristina Lima Lages, Universidade Federal de Ouro Preto

Professora Adjunta do Departamento de Letras da Universidade Federal de Ouro Preto. Doutora em Educação (UFMG, 2013). Doutorado sanduíche pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires (UBA, 2011). Mestre em Educação (UFMG, 2007). Graduação em Letras e Pedagogia. Tem experiência nas áreas: Letras, Educação, Ensino de Língua Portuguesa e suas Literaturas, Ensino de de Línguas Estrangeiras Modernas, Formação Docente, Orientação de Estágio Curricular, Didáticas e Práticas de Ensino. Como pesquisadora, atua nos seguintes temas: História do Ensino da Língua Portuguesa e das Línguas Estrangeiras no Brasil; História da Leitura e da Escrita; História das Práticas de Ensino; História do Currículo e das Disciplinas Escolares, História da Educação.

Referências

Apiaí. Disponível em: . Acesso em:13 de maio de 2018.
Apiaí/SP: Disponível em: Acesso em :14 de maio de 2018.
A história de Apiaí: Disponível em: < http://apiai.sp.gov.br/site/>. Acesso em 13 de maio de 2018
A história de Mariana: Disponível em . Acesso em 13 de maio de 2018.
CAGLIARI. Luiz Carlos. Analises fonológicas: introdução à teoria e à pratica com especial destaque para o modelo fonêmico. Campinas (SP): Mercado das Letras.2002.
CAGLIARI. Luiz Carlos. Alfabetização e linguística. 10 ª ed. São Paulo:Scipíone. 2005.
CAGLIARI. Luiz Carlos. Algumas questões da linguística na alfabetização. Departamento de Linguística. Faculdade de Ciências e Letras-UNESP. Araraquara: Univesp, 2007.
Do chão da escola ao céu de ideias. Disponível em: . Acesso em 14 de maio de 2018.
FRADE. Isabel Cristina da Silva. Métodos de alfabetização, métodos de ensino e conteúdos da alfabetização: perspectivas históricas e desafios atuais. Santa Maria (RS), v. 32, n. 01, p. 21-40, 2007.
MAIA, Eleonora Motta. No reino da fala: a linguagem e seus sons. 3 ed. São Paulo: Ática, 1991.
Mariana. Disponível em . Acesso em 13 de maio de 2018.
Mariana a cidade planejada no século VIII. Disponível em: . Acesso em 14 de maio de 2018.
MASSINI-CAGLIARI, G. & CAGLIARI, L.C. Fonética. In: MUSSALIM, F. & BENTES, A. C. Introdução à linguística: domínios e fronteiras . 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001.
MEDEIROS. Maria das Vitórias dos Santos. SANTOS. Maria Marlene dos.Produção textual e desvios ortográficos na escrita de alunos do ensino fundamental II: algumas Reflexões. XII Congresso Internacional Associasson de Linguistica Y Filologia de America Latina. João Pessoa, 2014.

RAMOS.Jânia M. O espaço da oralidade em sala de aula. São Paulo: Martins Fontes: 1997.
Roberto. T. M. G. Junior. M. S. M. Braga. J. T. Desvios ortográficos na alfabetização: motivações fonético-fonológicas. Ciências Humanas e Sociais. Em Rev. Rio de Janeiro: Edur. v. 36, n. 2. jul/dez., p.23-35, 2014.
SILVA, Thaïs Cristófaro. Fonética e fonologia do Português: roteiro de estudos e guia de exercícios. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2001. p. 23-47; p. 66 -75.
SOARES. Magda. Alfabetização e letramento. 3.ed. São Paulo: Contexto, 2005.
SOARES. Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto, 2016.
SOUZA. Jayane do Nascimento. A escrita do ensino fundamental II: uma análise dos desvios ortográficos e sugestões de estratégia de intervenção. 2015. 160. Dissertação (mestrado em linguística aplicada) - Faculdade Letras - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Curral Novo. 2015.
VERNANT. Jean Pierre. As origens do pensamento grego. Rio de Janeiro: Difel, 2002.
ZORZI. Jaime Luiz. Aprender a escrever: a apropriação do sistema ortográfico. PortoAlegre: Artmed, 1998.
Zorzi. Jaime Luiz. Aprendizagem e distúrbios da linguagem escrita: questões clínicas e educacionais. Porto Alegre: Artmed, 2003.
Publicado
2020-07-07
Como Citar
Siqueira, J., Gonçalves, C. R., & Lages, R. C. L. (2020). A questão da ortografia no processo de alfabetização: aspectos sociofonéticos. Cadernos De Pós-Graduação Em Letras, 20(1), 43-57. Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgl/article/view/13143