“Menos é mais”

narrativas e metáforas de um grupo de discussão de professores de inglês como língua estrangeira

Palavras-chave: Pesquisa narrativa, Discurso, Formação docente

Resumo

Este artigo aborda a questão das narrativas e metáforas na formação de professores. Narrativas produzidas por um grupo de estudo colaborativo de quatro professores de inglês de uma universidade pública de São Paulo-Brasil são analisadas. Os professores do grupo de estudo se reuniram duas vezes por mês, durante oito meses, para discutir e compartilhar suas experiências profissionais vividas. O referencial teórico é aquele que considera o discurso como locus privilegiado de metáforas, como Cameron e Deignan (2006), Steen et al. (2010), Musolff e Zeiken (2009), entre outros. O fechamento do artigo leva em consideração o papel da metáfora na promoção da construção de conhecimento aplicável aos envolvidos.

Biografia do Autor

Rodrigo Avella Ramirez, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza( CEETEPS), unidade de pós graduação e pesquisa.
Professor univeristário de inglês. Doutor em Educação, Arte e História da cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Professor/ orientador no programa de mestrado em Educação profissional do CEETEPS, linha d epesquisa Formação do Formador.

Referências

CALDAS-COULTHARD, C. R. Considerações sobre análise crítica do discurso, extensões pedagógicas e representações de gênero. In: MATEUS, E.; OLIVEIRA, N. B. (org.). Estudos críticos da linguagem e formação de professores/as de línguas: contribuições teórico-metodológicas. Campinas: Pontes, 2014. p. 99-119.

CAMERON, L.; DEIGNAN, A. The emergence of metaphor in discourse. Applied, Linguistics, v. 27, n. 4, 2006. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/42793048_The_Emergence_of_Metaphor_in_Discourse. Acesso em: 3 mar. 2019.

CARROLL, D. Learning through interactive talk: A school-based mentor teacher study group as a context for professional learning. Teaching and Teacher Education: An International Journal of Research and Studies, v. 21, n. 5, p. 457-473, July 2005.

CLANDININ, D. J.; CONNELLY, F. M. Pesquisa narrativa. 2. ed. Uberlândia: Editora UFU, 2015.

CLANDININ, D. J.; ROSIEK, J. Mapping a landscape of narrative inquiry. In: CLANDININ, D. J. (ed.). Handbook of narrative inquiry: mapping a methodology. Thousand Oaks, CA: Sage, 2007.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago: University Press, 1986.

MUSSOLF, A.; ZINKEN, J. Metaphor and discourse. London: Palgrave Macmillan, 2009.

PÉREZ-GÓMEZ, A. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: NÓVOA, A. (org.) Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p. 95-113.

STEEN, G. et al. Metaphor in usage. Cognitive Linguistics, v. 21, n. 4, 2010. Disponível em: https://https://www.researchgate.net/publication/274349430_Metaphor_in_usage. Acesso em: 15 jun. 2017.

STEEN, G. J. Understanding metaphor in literature: an empirical approach. London: Longman, 1994

VEREZA, S. C. O lócus da metáfora: linguagem, pensamento e discurso. Dossiê: Letras e Cognição, Rio de Janeiro, n. 41, p. 199-212, 2010.

Publicado
2019-12-19
Como Citar
Ramirez, R. A. (2019). “Menos é mais”. Cadernos De Pós-Graduação Em Letras, 19(3), 131-143. Recuperado de http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgl/article/view/12775