PROPAGANDAS PUBLICITÁRIAS DE CERVEJA E O PRIMADO DO INTERDISCURSO: A INTERDISCURSIVIDADE COMO PILAR ENUNCIATIVO

Caio Vinícius Catalano

Resumo


Todo texto é local de manifestação de discurso – um conjunto de conceitos imaginários concretizados pelo próprio emissor referentes aos interlocutores de uma situação enunciativa.  Discurso é o suporte de materialização de ideologia. Todo discurso, sendo atravessado pela interdiscursividade, advém de um interdiscurso (Maingueneau, 2015). A relação polêmica entre discursos constitui a interdiscursividade, ou seja, a relação de discurso com discurso. O objetivo do presente artigo é a análise de três (03) propagandas publicitárias, veiculadas em épocas diferentes (décadas de 1930, 1970 e 2110) e tendo como tema central a venda de bebida alcoólica (cerveja), visando a identificar nesses textos alguns conceitos primordiais, formadores da ferramenta de análise denominada Análise do Discurso de linha francesa, como a noção de discurso e interdiscursividade, relacionando-os a outros conceitos advindos desses dois primeiros – sujeito enunciador, enunciatário, formação discursiva e cena enunciativa. Como suporte teórico utilizaremos os postulados concebidos por teóricos consagrados, como Dominique Maingueneau.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, L. Ideologia e aparelhos ideológicos de estado. Rio de Janeiro: Graal: 1983.

MAINGUENEAU, D. Discurso e análise do discurso. Trad. Sírio Possenti. São Paulo: Parábola, 2015.

________________. Gênese dos Discursos. Trad. Sírio Possenti. São Paulo, Parábola: 2008

PÊCHEUX, M. Analyse automatique du discourse. Paris: Dunod, 1969.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.