As gramáticas de referência e escolar, de Said Ali

Um estudo de caso sobre a gramaticografia brasileira do início do século XX

  • José Bento Cardoso Vidal Neto Universidade De São Paulo

Resumo

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo contribuir para a caracterização da gramaticografia brasileira do início do século XX. Nossa hipótese é que a gramática, nesse período, perde a centralidade nas discussões a respeito do Português que possuía até então e passa a ser um tipo de publicação de viés mais escolar. Nesse novo cenário, as discussões mais aprofundadas, dirigidas aos especialistas, aos pares, parecem se deslocar para as obras de caráter monográfico, que passam a ser cada vez mais publicadas. Para essa empreitada, realizamos um estudo pontual utilizando duas gramáticas de Said Ali, a Secundaria (1923) e a Historica (1931). Em termos teórico-metodológicos, utilizamos os pressupostos presentes em Swiggers (2004).
Palavras-chave: Historiografia linguística. Gramaticografia brasileira. Said Ali. Século XX. Epistemologia gramatical.

Biografia do Autor

José Bento Cardoso Vidal Neto, Universidade De São Paulo
Bacharel, Licenciado e Mestre em Letras pela USP. Doutorando do Departamento de Linguística, FFLCH-USP. Ligado ao CEDOCH-USP. Bolsista da CAPES.
Publicado
2020-07-16
Seção
Língua e Linguística