Entendendo as dimensões da Escala de Avaliação da Impulsividade pelo modelo CGF

Nelson Hauck Filho, Fabián J. M. Rueda, Kelly de Bortoli Pisoni

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo verificar a contribuição dos Cinco Grandes Fatores (CGF) da personalidade na explicação dos domínios da Escala de Avaliação da Impulsividade (EsAvI). Participaram da pesquisa 335 servidores públicos do estado da Bahia, com idades entre 21 e 62 anos. Por meio de um modelo de path analysis, verificou-se que o fator falta de concentração e de persistência da EsAvI foi explicado por baixa conscienciosidade e alto neuroticismo, enquanto o fator controle cognitivo foi explicado por alta conscienciosidade e alta socialização, e o fator audácia/ temeridade se revelou uma combinação de reduzida socialização, reduzido neuroticismo e elevada abertura. Em contraste, os CGF explicaram apenas 1% do fator planejamento futuro. Os resultados proporcionam um entendimento aprofundado dos processos subjacentes aos domínios da EsAvI, revelando também de que maneira os fatores do instrumento se conectam aos CGF e a um proeminente modelo geral de impulsividade.

Texto completo:

PDF


ISSN 1980-6906 (on-line)