Afetos e personalidade: suas relações em estudantes universitários

Mariana Varandas de Camargo Barros, Ana Paula Porto Noronha, Karen Cristina Alves Lamas

Resumo


Resumo: O presente estudo teve como objetivo investigar as associações das variáveis sexo, área profissional e personalidade com os afetos positivos e negativos, em estudantes universitários da região sudeste do Brasil. Participaram 120 alunos, com média de idade de 24,76 (DP = 5,517) anos, sendo 71,7% do sexo feminino. Eles responderam à Escala de afetos e à Bateria Fatorial de Personalidade (BFP). Análises de correlação mostraram associações diferentes entre os fatores dos instrumentos para o sexo masculino e para os estudantes da área de Engenharia em relação à amostra geral. Modelos de regressão apresentaram o sexo, juntamente com Neuroticismo e Socialização, como variáveis preditoras dos afetos negativos, enquanto os afetos positivos foram mais bem explicados pela área ocupacional, Extroversão, Neuroticismo e Realização. A importância de considerar outros aspectos, além da cultura, ao estudar bem-estar subjetivo e personalidade foi discutida.

Palavras-chave: avaliação psicológica; psicologia positiva; bem-estar subjetivo; traços de personalidade; estudantes.


Texto completo:

PDF