Captura e Armazenamento de Dióxido de Carbono em Usinas de Cana-de-Açúcar

Guilherme H. Papp, Guilherme Mohr, Pedro C, Mora, Paulo R. Nali, Sílvia Maria Stortini González Velázquez

Resumo


Este trabalho apresenta tecnologia que contribui para minimizar o aquecimento global, a partir do setor sucroalcooleiro brasileiro, experiente na produção de açúcar, etanol e bionergia nas usinas de cana-de-açúcar. Pode-se reduzir as emissões de CO2 com a captura e armazenamento do CO2 (CCS) proveniente do processo de fermentação da cana-de-açúcar em etanol, sua compressão e armazenamento em um aquífero salino. A partir do balanço energético do processo obtém-se emissões tão baixas que podem chegar a ser negativas. Entretanto, é premente o envolvimento da iniciativa privada e do Governo na formulação de políticas públicas para incentivar a viabilização da tecnologia.


Palavras-chave


CCS (Carbon capture and storage). Setor sucroalcooleiro. Etanol.

Texto completo:

PDF

Referências


AGEITEC – Agência Embrapa de Informação Tecnológica. Destilação. Disponível em: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cana-de-acucar/arvore/....html. Acesso em: 19 mar. 2013.

BELFANO. Coluna de CO2 – Especificações. Disponível em: Acesso em 31 jul. 2013.

BIOETANOL.Bioetanol de cana-de-açúcar. Disponível em: . Acesso em 29 mar. 2013.

BRASIL. Matriz energética. Disponível em: . Acesso em 24 mar. 2013.

BRAUNE, A. V., VELÁZQUEZ, S. M. S. G., MOREIRA, J. R., Projeto RCCS – Captura e Armazenamento do CO2 Proveniente do Processo de Fermentação do Açúcar em Etanol do Estado de São Paulo. Artigo apresentado e publicado no SHEWC, Safety, Health and Environment World Congress 2012. São Paulo, jul. 2012.

CENBIO - Centro Nacional de Referência em Biomassa. Projeto BEST – BioEtanol para o transporte sustentável. São Paulo, 2008.

CNI. Fórum Nacional Sucroenergético (FNS): Bioetanol – O Futuro Renovável. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2013.

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Perfil do setor de açúcar e do álcool no Brasil – Edição para Safra 2009/2010. Brasília – DF, 2012a.

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira: cana-de-açúcar. Terceiro levantamento, Safras 2010/11 e 2012/13. Brasília - DF, 2012b.

CONVIBRA. A política brasileira para o etanol: uma análise do aparato histórico-constitucional. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2013.

CSLF - Carbon Sequestration Leadership Forum. Active and Completed CSLF Recognized Projects. Disponível em: http://www.cslforum.org/publications/documents

/CSLFRecognizedProjectsJuly2013.pdf>. Acesso em 26 jul. 2013.

DIRETO DA USINA. Etanol de cana é superior ao de milho e beterraba. Disponível em: . Acesso em 11 abr. 2013.

EPA - Environmental Protection Agency. Renewable Fuel Standard Program (RFS2) Regulatory Impact Analysis. Washington, DC, 2010; p 1120

EPE – Empresa de Pesquisa Energética. Análise de conjuntura dos biocombustíveis - janeiro a dezembro de 2011. Brasília-DF, 2012.

EQ-UFRJ - Escola de Química - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Produção de Etanol – Microbiologia Industrial. Disponível em: http://www.eq.ufrj.br/biose/nukleo/aulas/Microbiol/eqb353_aula_12.pdf. Acesso em: 15 mar. 2013.

FOLHA DE SÃO PAULO. Dados sobre a importação da gasolina. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1179901-importacao-de-gasolina-pode-chegar-a-20.shtml. Acesso em: 15 mar. 2013a.

FOLHA DE SÃO PAULO. Importação da gasolina sobe 70% em 2012. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/vaivem/1214866-importacao-de-gasolina-sobe-70-em-2012.shtml. Acesso em: 15 mar. 2013b.

GEF – Global Environmental Facility. Project title: RCCS – Renewable CO2 capture and storage from sugar fermentation industry in São Paulo State. 2009.

GLOBAL CCS INSTITUTE. Carbon capture and storage (CCS) accepted as UN-based carbon offsetting scheme, paving way for developing country finance. Disponível em: Acesso em: 09 jul 2013a.

GLOBAL CCS INSTITUTE. Illinois Industrial Carbon Capture and Storage Project. Disponível em: Acesso em: 18 jul. 2013b.

GRUPO DE PESQUISA EM QUÍMICA VERDE E AMBIENTAL. Fluidos supercríticos. Disponível em: . Acesso em 25 mar. 2013.

IPCC - Intergovernmental Panel on Climate Change. Carbon Dioxide Capture and Storage. Cambridge University Press: Cambridge, New York, Melbourne, Madrid, Cape Town, Singapore, São Paulo, 2005.

IPCC – Intergovernmental Panel on Climate Change. Bioenergy. In: IPCC - Special Report on Renewable Energy Sources and Climate Change Mitigation. Chum, H.; Faaij, A.; Moreira, J. R.; Berndes, G.; Dhamija, P.; Dong, H.; Gabrielle, B.; Goss Eng A.; Lucht, W.; Mapako, M.; Masera Cerutti, O.; McIntyre, T.; Minowa, T.; Pingound, K.; Edenhofer, O.; Pichs-Madruga, R.; Sokona, Y.; Seyboth, K.; Matschoss, P.; Kadner, S.; Zwickel, T.; Eickemeier, P.; Hansen, G.; Schlomer, S.; von Stechow, C. Cambridge University Press: Cambridge, UK, 2011.

MEIO FILTRANTE. Purificação por coalescência. Disponível em: Acesso em 25 jul. 2013.

PERUZZO, Tito Miragaia; CANTO, Eduardo Leite do. Química na abordagem do cotidiano, vol. 3 (Orgânica), Moderna, São Paulo - SP, 2002.

REVISTA BRASILEIRA DE BIOENERGIA. O Carbono rumo às profundezas. Editora USP, IEE, Ed. no 10, São Paulo, 2011.

REVISTA OPINIÕES. A velha cana-de-açúcar. Editora WDS Ltda, Ed. no 14, São Paulo, 2007.

UNDP (United Nations Development Programme). RCCS - Renewable CO2 Capture and Storage from Sugar Fermentation Industry in Sao Paulo State. 2011.

UNICA. União da Indústria da Cana de Açúcar. Disponível em: Acesso em: 08 mar. 2013.

VIEIRA, Maria C. A. Setor Sucroalcooleiro Brasileiro: Evolução e perspectivas. DEAGRO (BNDES). Brasília - DF, 2008.

ZERO EMISSION RESOURCE ORGANISATION, ZERO. Carbon Capture and Storage FutureGen 2.0 Promoves Forward Into Second Phase. Disponível em: Acessos em 29 jun. 2013 e 17 abr. 2014.