Otimismo e suporte social em mulheres com câncer de mama: uma revisão sistemática

Micheline Roat Bastianello, Claudio Simon Hutz

Resumo


Resumo: Este trabalho teve como objetivo realizar uma revisão sistemática da literatura científica sobre as relações entre otimismo e suporte social em mulheres com câncer de mama. As buscas eletrônicas foram executadas a partir da utilização dos descritores “otimismo” (optimism), “suporte social” (social support) e “câncer de mama” (breast cancer) e do operador booleano “e” (and). Pesquisou-se nas bases de dados: PsycINFO, Scopus, Sage Publications, SciELO, Medline/PubMed Resources Guide. Buscaram-se artigos publicados entre os anos 1994-2014. Os artigos foram analisados a partir de cinco dimensões: objetivo, instrumentos, amostra, análise dos dados e principais resultados. Observou-se que a produção científica sobre a temática estudada é pequena e apresenta um crescimento lento. Com relação aos instrumentos de coleta de dados, a escala mais utilizada para medir otimismo foi a Revised Life Orientation Test (LOT-R), enquanto para medir suporte social um número variado de escalas foi utilizado. Os resultados sugerem que as mulheres com maior otimismo e suporte social tendem a se envolver em comportamentos mais saudáveis, contribuindo para melhor qualidade de vida.

Palavras-chave: otimismo; suporte social; câncer de mama; psicologia positiva, revisão de literatura.


Texto completo:

PDF