Adaptação transcultural do programa “Everybody’s Different” para a promoção da autoestima em adolescentes: processo de tradução para português do Brasil

Sebastião Sousa Almeida

Resumo


Levando em consideração que os quadros de obesidade e de Transtornos Alimentares compartilham os mesmos fatores de risco à saúde, tais como insatisfação com a imagem corporal, baixa autoestima e comportamentos alimentares inadequados, e que programas de promoção da autoestima levam à aquisição de uma imagem corpo­ral positiva, a qual está associada à saúde física e mental de adolescentes, o objetivo deste estudo foi realizar a adaptação transcultural do programa “Everybody’s Diffe­rent” para o Brasil, visando sua aplicação em adolescentes com idades entre 10 e 14 anos. Esse programa tem o objetivo de promover a imagem corporal positiva por meio da elevação da autoestima geral. Seguiram-se as principais recomendações internacio­nais para adaptação de instrumentos (traduções, síntese das traduções, retrotraduções, síntese das retrotraduções e comitê de juízes). Alguns termos não foram literalmente traduzidos, pois a equivalência cultural entre a versão original e o contexto brasileiro foi priorizada. Selecionou-se um vocabulário de fácil compreensão para a faixa etária e de abrangência nacional. O programa “Todos São Diferentes” encontra-se disponível para ser utilizado e avaliado na população brasileira, com a finalidade de investigar sua eficá­cia na prevenção de comportamentos de risco à saúde.

Palavras-chave: prevenção primária; promoção da saúde; autoestima; imagem corpo­ral; adolescente.


Texto completo:

PDF PDF (English)


ISSN 1980-6906 (on-line)