Língua, o fator comum que nos singulariza, capaz de fazer a interface entre todos os Estudos e Manifestações Culturais

Regina Paula Ambrogi Avelar

Resumo


Todas as interfaces criadas pela Cultura têm por fundamento a Língua. Todos os Estudos – Linguísticos, Discursivos, Literários, Científicos, etc. - derivados de qualquer Área do Conhecimento têm como substrato a Língua. A Ciência está imersa no âmbito da Cultura e, consequentemente, das línguas, em uso ou mortas. A língua é algo genuinamente humano. É algo que nos define e nos singulariza. O binômio língua/cultura é exclusivo dos seres humanos. Suas complexidades permeiam tudo o que fazemos e exatamente por isso nos caracterizam. Uma fala do autor Mia Couto nos norteou nas reflexões acerca desses assuntos nesse artigo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.