A memória e o esquecimento no conto “Funes, o memorioso”, de Jorge Luis Borges

Carlos Henrique Durlo

Resumo


O presente artigo objetiva promover algumas reflexões acerca da memória e do esquecimento por meio da leitura do conto Funes, o memorioso (1999), do escritor e poeta argentino Jorge Luis Borges. A memória está entrelaçada ao esquecimento e no conto o narrador assume o papel de rememoração dos fatos vividos pelo protagonista, enquanto a personagem Funes protagoniza a proteção da ameaça ao apagamento da memória, que pode ser causada pelo esquecimento, considerando que o ato de lembrar é o critério primordial para o não esquecimento. No estudo dos conceitos de memória e esquecimento, recorremos às reflexões teóricas dos principais estudiosos do assunto, por ordem cronológica: Maurice Halbwachs (1990), Henri Bergson (1999), Márcio Seligmann-Silva (2003), Paul Ricouer (2008), Paolo Rossi (2010) e Jacques Le Goff (2013). Para estudo e compreensão da obra de Borges e do conto Funes, o memorioso, os apontamentos crítico-literários de Jorge Schwartz (2000), Teixeira (2010), entre outros, foram imprescindíveis à nossa leitura. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Eneida de; BOGÉA, Marta. Esquecer para preservar. Revista Arquitextos. São Paulo, SP, ano 8, n. 091.02, p. 2 – 17, Dez. 2007.

BERGSON, Henri. Matéria e memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BORGES, Jorge Luis. O pensamento vivo de Jorge Luis Borges. São Paulo: Martin Claret, 1987.

____. Ficções. São Paulo: Globo, 1999.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Editora Vértice, 1990.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 7ª ed. Revista – Campinas: Editora da Unicamp, 2013.

LUCENA, Sarah Catão. Funes, o arquivista da memória: reflexões sobre memória e esquecimento na contemporaneidade. Baleia na Rede. Marília, SP, ano 8, Vol. 1, n. 8, p. 90 – 97. Dez. 2011.

RICOUEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2008.

ROSSI, Paolo. O passado, a memória, o esquecimento: seis ensaios da história das ideias. São Paulo: Editora UNESP, 2010.

SCHWARTZ, Jorge (Org.). Borges no Brasil. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. História, memória, literatura: o testemunho na Era das Catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

TEIXEIRA, Heurisgleides Souza. Concepções de tempo e memória em Jorge Luis Borges: uma análise dos contos “Funes, el memorioso” e “La biblioteca de Babel”. 2010. 108 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em memória: Linguagem e Sociedade, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Vitória da Conquista, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.