Arranjos Produtivos Locais da Agroindústria Familiar sob a Ótica da Inovação Social

  • Tiago Zardin Patias Campus Santana do Livramento/RS - Universidade Federal do Pampa http://orcid.org/0000-0003-4560-6690
  • Debora Bobsin Unidade Descentralizada de Educação Superior de Silveira Martins - Universidade Federal de Santa Maria.
  • Clandia Maffini Gomes Programa de Pós-Graduação em Administração - Universidade Federal de Santa Maria
  • Bianca Bigolin Liszbinski Departamento de Administração - Campus Palmeira das Missões - Universidade Federal de Santa Maria
  • Luana Ines Damke Campus Cerro Largo - Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Inovação. Social. Arranjos Produtivos Locais. Agroindústria. Familiar.

Resumo

Objetivo: Explorar e compreender os Arranjos Produtivos Locais (APLs) Agroindustriais Familiares sob a ótica da inovação social.

Originalidade/Lacuna/Relevância/Implicações: A inovação social permite compreender como os problemas globais podem ser resolvidos a partir de elementos locais. A originalidade deste estudo está na análise dos APLs como uma inovação social, destacando que a sua formação impacta de forma determinante no desenvolvimento econômico e social da região na qual está inserido.

Principais aspectos metodológicos: Os trabalhos de investigação tiveram ênfase em entrevistas semiestruturadas com membros da governança do APL foco do estudo, além da análise das atas das reuniões da governança desde o surgimento do APL. A análise do conteúdo coletado foi realizada com o auxílio do software NVIVO 11.

Síntese dos principais resultados: A inovação social foi analisada sob o ponto de vista do processo, da formação de rede, do planejamento, da governança e dos resultados. Essas categorias, fruto do referencial teórico, permitiram explicar o APL da Agroindústria Familiar a partir da inovação social.

Principais considerações/conclusões: Os resultados apontam que o APL da Agroindústria Familiar analisado pode ser considerado uma inovação social na medida em que possui os elementos necessários para sua caracterização, com destaque para a governança como construto central e sua cultura de coalização com os atores públicos, privados e do terceiro setor na busca de soluções às necessidades sociais.

Biografia do Autor

Tiago Zardin Patias, Campus Santana do Livramento/RS - Universidade Federal do Pampa
Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professor Adjunto I da Universidade Federal do Pampa - Campus Santana do Livramento. Interesses de pesquisa: Inovação Social, Arranjos Produtivos Locais, Sustentabilidade, Agricultura Familiar, Políticas Públicas e Universidade. 
Debora Bobsin, Unidade Descentralizada de Educação Superior de Silveira Martins - Universidade Federal de Santa Maria.
Doutora em Administração pela Escola de Administração - UFRGS (2012). Professora da Unidade Descentralizada de Educação Superior da UFSM em Silveira Martins (UDESSM). Interesses de Pesquisa: Redes Sociais, Inovação Social e Sistemas de Informação.
Clandia Maffini Gomes, Programa de Pós-Graduação em Administração - Universidade Federal de Santa Maria
Doutorado em Administração pela Universidade de São Paulo - FEA/USP (2007). Professora Adjunta no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Interesses de Pesquisa: Estratégia em Organizações, Gestão da Inovação Tecnológica e Desenvolvimento Sustentável.
Bianca Bigolin Liszbinski, Departamento de Administração - Campus Palmeira das Missões - Universidade Federal de Santa Maria
Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS (2013). Professora da Universidade Federal de Santa Maria - Campus Palmeira das Missões - vinculada ao Departamento de Administração. Interesses de Pesquisa: Ativos Intangíveis, Governança e Contabilidade.
Luana Ines Damke, Campus Cerro Largo - Universidade Federal da Fronteira Sul
Mestranda em Administração na Universidade Federal de Santa Maria. Técnica Administrativo em Educação no Campus Cerro Largo da Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Interesses de Pesquisa: Inovação, Agroindústrias Familiares e Sustentabilidade.
Publicado
2017-01-18