Marketing Verde como Mediador entre Gestão da Cadeia de Suprimentos e Desempenho

  • Ednei Rogério de Souza Zampese Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Roberto Giro Moori Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Adilson Caldeira Universidade Presbiteriana Mackenzie
Palavras-chave: Marketing verde. Desempenho organizacional. Gestão de cadeia de suprimento. Cadeia de suprimento verde. Cadeia de suprimento na construção civil.

Resumo

Objetivo: O estudo visa a explorar e descrever a mediação do marketing verde na relação entre a gestão da cadeia de suprimentos e o desempenho das empresas.

Originalidade/Lacuna/Relevância/Implicações: Pretendeu-se preencher uma lacuna de natureza epistemológica sobre o marketing verde, constatando-se que este, por estar presente na regressão, diminui a magnitude do relacionamento entre gestão da cadeia de suprimentos e desempenho nas empresas da construção civil brasileira.

Principais aspectos metodológicos: Utilizou-se o método quantitativo de natureza exploratória e descritiva. Do estudo exploratório participaram 10 gestores. No descritivo, precedido de pré-testes junto a 3 especialistas, contou-se com uma amostra de 133 respondentes. Os dados foram tratados por técnicas de estatística descritiva, análise fatorial, regressão linear múltipla e modelagem em equações estruturais.

Síntese dos principais resultados: Os dados evidenciaram que o marketing verde medeia, parcialmente, a relação entre gestão da cadeia de suprimentos e o desempenho das empresas.

Principais considerações/conclusões: Como implicações teóricas, o estudo reforça correlações positivas entre os constructos utilizados no setor pesquisado. Recorreu-se a modelos previamente desenvolvidos que, combinados, poderiam ser reproduzidos ou falseados, para no final se obter modelos de mensuração convergentes. Como aplicação prática, identificou-se o envolvimento de funcionários em temas ambientais, missões e visões com declarações explícitas sobre economizar energia e água e ações de marketing verde para melhoria da imagem corporativa, como a obtenção de certificações ambientais. Como conclusão, verifica-se que as empresas da construção civil têm espaço para melhorar a comunicação e a imagem para estimular tanto os suprimentos como o consumo de produtos verdes.

Biografia do Autor

Ednei Rogério de Souza Zampese, Universidade Presbiteriana Mackenzie
Graduado em Administração de Empresas pelo Instituto Maua de Tecnologia (1999) e em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo (2000). Em 2001 e 2002, cursou o CEAG - Curso de Especialização em Administração para Graduados na EAESP, da Fundação Getúlio Vargas, e Mestre em Economia, defendendo a tese de Overreaction no mercado de capitais brasileiro. Doutor em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Roberto Giro Moori, Universidade Presbiteriana Mackenzie
Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1980), mestrado em Engenharia (Engenharia de Produção) pela Universidade de São Paulo (1989), doutorado em Engenharia (Engenharia de Produção) pela Universidade de São Paulo (1993), pós-doutorado em Administração pela University of Bath, Inglaterra (2003) e em Logística e Engenharia da Informação pela Tokyo University of Marine Science and Technology, Japão (2010). Professor titular da Universidade Presbiteriana Mackenzie e desde 1999 é professor do programa de pós-graduação stricto senso em Administração de Empresas da Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Adilson Caldeira, Universidade Presbiteriana Mackenzie
Doutor em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Mestre em Administração pela Universidade de São Paulo, Especialista em Administração Financeira e Graduado em Engenharia Civil. É Professor Adjunto em período integral e pesquisador do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) da Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Publicado
2016-06-23
Seção
Recursos e Desenvolvimento Empresarial