Gestão do Ciclo do Pedido e o Nível de Serviço em Operadores Logísticos do Setor Automotivo

  • Acsa Cardoso da Silva Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Juliana Roque de Souza Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Natalia Borges Martins Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Tatiane Aparecida Silva de Sousa Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Roberto Gardesani Universidade Presbiteriana Mackenzie
Palavras-chave: Pedido; Serviço; Logístico

Resumo

Este trabalho tem como objetivo avaliar de que maneira a Gestão do Ciclo do Pedido de Operadores Logísticos do Setor Automobilístico se relaciona com o Nível de Serviço Logístico. Na análise das entrevistas feitas com seis executivos, identificou-se como principal resultado, que a transmissão do pedido se relaciona com comunicação e lead time. O processamento afeta a qualidade de entrega e lead time quando se trata da conferência da documentação, e na comunicação impacta no que diz respeito à interligação dos sistemas entre montadora, operador e órgãos governamentais. A separação influencia a qualidade de entrega e lead time, pois há vários procedimentos que se não executados, podem causar erros nos pedidos e atrasos nas saídas dos caminhões. O transporte impacta na qualidade de entrega, resiliência e comunicação. E o manuseio da discrepância do pedido acontece de forma preventiva e corretiva, por isso impacta na qualidade de entrega e resiliência.

Biografia do Autor

Acsa Cardoso da Silva, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Bacharel em Administração de Empresas Universidade Presbiteriana Mackenzie

Juliana Roque de Souza, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Bacharel em Administração de Empresas Universidade Presbiteriana Mackenzie

Natalia Borges Martins, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Bacharel em Administração de Empresas Universidade Presbiteriana Mackenzie

Tatiane Aparecida Silva de Sousa, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Bacharel em Administração de Empresas Universidade Presbiteriana Mackenzie

Roberto Gardesani, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Sócio-Proprietário da PAKTO – Administração de Benef. em Seguros Ltda e da PAKTO – Cursos Técnicos e Gerenciais Ltda. Pós-Doutor em Administração na área de Gestão de Operações, pelo Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (Instituição do Ministério da Ciência e Tecnologia - Campinas, SP). Doutor e Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie na área de Gestão de Operações em Serviços. Especialista nas áreas de Análise de Sistemas pelas Faculdades Associadas São Paulo, Didática do Ensino Superior e Economia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Graduado em Ciências Econômicas pelas Faculdades Metropolitanas Unidas.  Professor e pesquisador do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas - CCSA da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Referências

ANFAVEA, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos. Anuário, 2017. Disponível em: < http://www.anfavea.com.br/anuario.html>. Acesso em 21 mai. 2018.
ARIMA, C. H.; CAPEZZUTTI, D. Controladoria e processamento de pedidos. ConTexto. Porto Alegre: v. 4, n. 7, dez. 2004.
BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de serviços. 5.ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.
BANZATO, E. Tecnologia da informação aplicada à logística. São Paulo: IMAM, 2005.
BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2010. 281 p.
BERTAGLIA, P. R. Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.
BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J. Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimento. São Paulo: Atlas, 2011.
CAXITO, F. A. Logística: um enfoque prático. São Paulo: Saraiva, 2014.
CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: estratégias para a redução de custos e melhoria dos serviços. São Paulo: Pioneira, 1997.
CHRISTOPHER, M; LEITE, F. R. M. (Trad.). Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: estratégias para a redução de custos e melhoria dos serviços. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.
COLLINS, A; HENCHION, M; O’REILLY, P. Logistics customer service: performance of Irish food exporters. International Journal of Retail & Distribution Management. Vol. 29, n.1, p.6-15, 2001.
COPACINO, William C. Supply chain management: the basics and beyond. Boca Raton: APICS, 1997.
CÔRTES, A. F. Sistemas de indicadores de desempenho logístico de um centro de distribuição do setor supermercadista. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção apresentada à Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.
EMERSON, C. J.; GRIMM, C. M. Logistics and Marketing Components of Customer Service: an empirical testo f the Mentzer, Gomes and Krapfel model. International Journal of Physical Distribution & Logistics Management, v. 26, n. 8, 1996.
FARIA, A. C.; COSTA, M. F. G. Gestão de custos logísticos: custeio baseado em atividades (ABC), balanced scorecard (BSC), valor econômico agregado (EVA). São Paulo: Atlas, 2008.
FIGUEIREDO, K. F., FLEURY, P. F.; WANKE, P. Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. 1ª ed. São Paulo: Atlas, 2003.
FLEURY, P. F.; WANKE, P; FIGUEIREDO, K. F. Logística empresarial: a perspectiva brasileira/ (organização) Paulo Fernando. São Paulo: Atlas, 2013.
GODOY, Arilda S. A pesquisa qualitativa e sua utilização em administração de empresas. Revista de Administração de Empresas, v.35, n.4, p.65-71, jul./ago.1995.
LALONDE, B.J.; ZINSZER, P.H. Customer service: meaning and measurement. Chicago: National Council of Physical Distribution Management, 1976.
LI, W.; HE, X; NIE, K. Pricing decision research for TPL considering different logistics service level influencing the market demand. Journal of Industrial Engineering and Management, v.6, n.1, p.267-275, 2013.
MENTZER, J. T. et al. Defining Supply Chain Management. Journal of Business Logistics, v. 22, n.2, p. 1-25, 2001
MENTZER, J. T. Supply Chain Management. California: Sage Publications, Inc., 2001.
PAGANOTTI, J. A. O processo inovativo na indústria automobilística: um estudo de caso em empresas automobilísticas da Região do ABC. Dissertação de Mestrado em Administração apresentada à Universidade Municipal de São Caetano do Sul, São Caetano do Sul, 2014.
SALZANO, W. Customer Service nas Atividades Logísticas. São Paulo: IMAM, 2008.
SHAPIRO, B. P.; RANGAN, V. K.; SVIOCLA J. J. “Staple yourself to an order”. Harvard Business Review. July-August, 1992.
WANKE, P. F. Gerência de Operações: uma abordagem logística. São Paulo: Atlas, 2010.
Publicado
2020-04-10