Acurácia de Professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na Indicação de Crianças com Dificuldades de Aprendizagem

Autores

  • Ágata Almeida de Araújo Centro universitário Fundação Instituto de Ensino para Osasco
  • Maria Clara Clara Braga do Paraiso Maoli Centro Universitário Fundação Instituto de Ensino para Osasco
  • Maria Eduarda Oliveira Martins Universidade Federal de Santa Catarina
  • Tatiana Pontrelli Mecca Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
  • Natália Martins Dias Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Professores, Aprendizagem, Avaliação, Dificuldades escolares, Ensino fundamental

Resumo

O tempo investido com as crianças em sala de aula pode permitir que professores identifiquem, com relativa acurácia, aquelas que apresentam dificuldades de aprendizagem (DA). Este estudo investigou a acurácia dos professores na identificação de crianças com DA, considerando a eventual coocorrência de problemas de comportamento. Participaram 253 crianças, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, de uma escola pública e de uma escola privada, divididas em quatro grupos, de acordo com a indicação de seus professores: 1) DA; 2) problemas de comportamento; 3) DA e problemas de comportamento; 4) desempenho típico. Avaliaram-se as habilidades de reconhecimento e escrita de palavras, compreensão linguística, aritmética e inteligência. Foi utilizado questionário para pais e para professores. Os resultados indicaram um padrão em que os grupos com DA, independentemente da coocorrência de problemas de comportamento, tendem a não se diferenciar entre si e apresentam desempenhos inferiores em relação aos outros grupos. O grupo com problemas de comportamento teve desempenho mais semelhante ao grupo com desempenho típico. O resultado sustenta o papel importante dos professores na identificação, relativamente confiável, de crianças com DA, não se confundindo pela ocorrência, sobreposta ou não, de problemas de comportamento. O achado tem impacto na triagem e consideração do professor em processos de avaliação.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AFFONSO, M. J. C. O. et al. Avaliação de escrita na dislexia do desenvolvimento: tipos de erros ortográficos em prova de nomeação de figuras por escrita. Revista Cefac, São Paulo, v. 13, n. 4, p. 628-635, 29 out. 2011. DOI 10.1590/s1516-18462010005000117

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE PESQUISA. Alterações na aplicação do Critério Brasil, válidas a partir de 16/04/2018. 2018. Disponível em: http://www.abep. org/criterioBr/01_cceb_2018.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

BORBA, B. M. R.; MARIN, A. H. Contribuição dos indicadores de problemas emocionais e de comportamento para o rendimento escolar. Revista Colombiana de Psicología, Bogotá, v. 26, n. 2, p. 283-294, 1º jul. 2017. DOI 10.15446/rcp.v26n2.59813

BORBA, B. M. R.; MARIN, A. H. Problemas emocionais e de comportamento e rendi mento escolar em adolescentes. Psico, Porto Alegre, v. 49, n. 4, p. 348-357, 30 jan. 2018. DOI 10.15448/1980-8623.2018.4.26941

BRÄNNLUND, A.; STRANDH, M.; NILSSON, K. Mental-health and educational achie vement: the link between poor mental-health and upper secondary school completion and grades. Journal Of Mental Health, v. 26, n. 4, p. 318-325, 7 mar. 2017. DOI 10.1080/09638237.2017.1294739

BRASIL. Lei nº 13.415, de 2017. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/ L13415.htm#art4. Acesso em: 23 jul. 2019.

CAMARGO, C. S.; CASTRO, K. de O. M.; SAGAZ, V. R. O papel do psicólogo escolar frente aos alunos com dificuldades de aprendizagem na ótica dos pais e professores. 2016. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade Sant’ana, São Paulo, 2016. Disponível em: https://www.iessa.edu.br/revista/index.php/tcc/article/view/93. Acesso em: 23 jul. 2020.

CAPELLINI, S. A.; TONELOTTO, J. M. de F.; CIASCA, S. M. Medidas de desempenho escolar: avaliação formal e opinião de professores. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 21, n. 2, p. 79-90, ago. 2004. DOI 10.1590/s0103-166x2004000200006

CAPOVILLA, F. C.; SEABRA, A. G. Teste contrastivo de compreensão auditiva e de leitura. In: SEABRA, A.; DIAS, N. (Org.). Avaliação neuropsicológica cognitiva: leitura, escrita e aritmética. São Paulo: Memnon, 2013. v. 3, p. 22-44.

COHEN, J. Set correlation and contingency tables. Applied Psychological Measurement, v. 12, n. 4, p. 425-434, 1988. DOI 10.1177/014662168801200410

CORSO, L. V.; MEGGIATO, A. O. Quem são os alunos encaminhados para acompanha mento de dificuldades de aprendizagem? Revista Psicopedagogia, São Paulo, v. 36, n. 109, p. 57-72, jan./abr. 2019.

DIAS, N. M.; MONTIEL, J. M.; SEABRA, A. G. Desenvolvimento e interação entre desempenho escolar, reconhecimento de palavras e compreensão auditiva e de leitura. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 28, n. 2, p. 404-415, 2015. DOI 10.1590/1678- 7153.201528221

DIAS, N. M.; SEABRA, A. G. Avaliação neuropsicológica e seu papel no direcionamento da intervenção. In: CARDOSO, C. de. O.; DIAS, N. M. (org.). Intervenção neuropsicológica infantil: da estimulação precoce-preventiva à reabilitação. São Paulo: Pearson, 2019. p. 29-70.

DIAS, N. M.; SEABRA, A. G. Mental health, cognition and academic performance in the 1st year of Elementary Education. Psico-USF, v. 25, n. 3, p. 467-479, set. 2020. DOI 10.1590/1413-82712020250306

FEITOSA, F. B.; DEL PRETTE, Z. A. P.; LOUREIRO, S. R. Acuracidade do professor na identificação de alunos com dificuldade de aprendizagem. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, v. 15, n. 2, p. 237-247, 2007.

FERREIRA, P. et al. Avaliação neuropsicológica em escolares do EF e do Ensino Médio: instrumentos de exames de funções cognitivas e de leitura, escrita e aritmética. In: FONSECA, R. P.; SEABRA, A. G.; MIRANDA, M. C. (org.). Neuropsicologia escolar. São Paulo: Pearson, 2020. p. 255-300.

FREDERICO NETO, F. et al. Dificuldade de aprendizagem no ensino fundamental e médio: a percepção de professores de sete escolas públicas de São Paulo-SP. Revista Psicopedagogia, São Paulo, v. 32, n. 97, p. 26-37, 2015.

GALLIANO, L. et al. Avaliação psicológica e problemas de aprendizagem: influência de aspectos emocionais e comportamentais no baixo rendimento escolar. In: SEMANA DE EDUCAÇÃO, 18.; CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO: CONTEXTOS EDUCACIONAIS: FORMAÇÃO, LINGUAGENS S DESAFIOS, 1., 2019, Londrina. Anais [...]. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2019. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/semanadaeducacao/pages/apresentacao.php. Acesso em: 13 jun. 2023.

HAUKOOS, J.; LEWIS, R. J. Advanced Statistics: bootstrapping confidence intervals for statistics with “difficult” distributions. Academic Emergency Medicine, v. 12, n. 4, p. 360-365, 1º abr. 2005. DOI 10.1197/j.aem.2004.11.018

MORO, L. G. B.; CARLESSO, J. P. P. Dificuldades e distúrbios de aprendizagem: nos primeiros anos de escolarização. Research, Society and Development, v. 8, n. 5, p. 1-8, 2019.

ORSATI, F. T. et al. Práticas para a sala de aula baseadas em evidências. São Paulo: Memnon, 2015. PAULA, J. J. et al. Matrizes Progressivas Coloridas de Raven, escala especial. São Paulo: Pearson, 2018.

PEREIRA, F. O. Especificidades do rendimento, aptidão e motivação escolares em alu nos com dificuldades de aprendizagem. Psicologia Escolar e Educacional, v. 19, n. 3, p. 525-536, dez. 2015. DOI 10.1590/2175-3539/2015/0193889

PRIOSTE, C. Hipóteses docentes sobre o fracasso escolar nos anos iniciais do ensino fundamental. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 46, p. 1-20, 2020. DOI 10.1590/ S1678-4634202046220336

RODRIGUES, N. V. Imputação múltipla utilizando o software SPSS. 2016. Monografia (Graduação em Matemática) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/158042. Acesso em: 20 ago. 2021.

ROSA, A. P. Prevalência de problemas emocionais e comportamentais em crianças do primeiro ano do ensino fundamental com dificuldades de aprendizagem de acordo com a avaliação de professores e responsáveis. 2021. Dissertação (Mestrado em Enfermagem Psiquiátrica) – Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2021. DOI 10.11606/D.22.2021.tde-24082021-135844

SEABRA, A. G.; CAPOVILLA, F. C. Teste de competência de leitura de palavras e pseudopalavras (TCLPP). São Paulo: Memnon, 2010.

SEABRA, A. G.; CAPOVILLA, F. C. Prova de escrita sob ditado – versão Reduzida. In: SEABRA, A.; DIAS, N.; CAPOVILLA, F. (org.). Avaliação neuropsicológica cognitiva: leitura, escrita e aritmética. São Paulo: Memnon, 2013. v. 3, p. 54-69.

SEABRA, A. G.; DIAS, N. M.; CAPOVILLA, F. C. Avaliação neuropsicológica cognitiva: leitura, escrita e aritmética. São Paulo: Memnon, 2013. v. 3. SEABRA, A. G.; MONTIEL, J.; CAPOVILLA, F. C. Prova de aritmética. In: SEABRA, A.; DIAS, N.; CAPOVILLA, F. (org.). Avaliação neuropsicológica cognitiva: leitura, escrita e aritmética. São Paulo: Memnon, 2013. v. 3, p. 97-104.

SILVA, I. M.; NASCIMENTO, L. A. Principais preditores biopsicossociais associados à dificuldade de aprendizagem em crianças e adolescentes: uma análise de casos e controles. 2020. Monografia (Graduação em Medicina) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, 2020. Disponível em: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ ANIMA/9291. Acesso em: 2 ago. 2020.

SIQUEIRA, C. M.; GURGEL-GIANNETTI, J. Mau desempenho escolar: uma visão atual. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 57, n. 1, p. 78-87, jan./fev. 2011. DOI 10.1590/s0104-42302011000100021

STÜRMER, P. A.; UMBELINO, J. D. Dificuldades de aprendizagem nos anos iniciais do ensino fundamental: por que as crianças não aprendem? Perspectiva, v. 38, n. 1, p. 1-23, 2020.

TEIXEIRA, B. S. et al. Compreensão oral e leitora e consciência sintática nas alterações de leitura e escrita. Revista Cefac, São Paulo, v. 18, n. 6, p. 1370-1378, nov./dez.2016. DOI 10.1590/1982-021620161862216

VILHENA, K.; DE PAULA, C. S. Problemas de conduta: prevalência, fatores de risco/ proteção; impacto na vida escolar adulta. Cadernos de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 39-52, jun. 2017.

WEIRICH, H. C.; SOUZA, A. C. de. Instrumentos de avaliação de leitura em fase inicial: habilidades e processos envolvidos. Signum: Estudos da Linguagem, Londrina, v. 20, n. 1, p. 110-135, 2017

Downloads

Publicado

10-08-2023

Como Citar

Araújo, Ágata A. de, Maoli, M. C. C. B. do P., Martins, M. E. O., Mecca, T. P., & Dias, N. M. (2023). Acurácia de Professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na Indicação de Crianças com Dificuldades de Aprendizagem. Cadernos De Pós-Graduação Em Distúrbios Do Desenvolvimento, 23(1), 78–98. Recuperado de https://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgdd/article/view/15892

Edição

Seção

Artigos