Funcionalidade da comunicação e problemas de comportamento em crianças autistas: A visão do acompanhante terapêutico

Autores

  • Bárbara Pepe Paes Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Marina Monzani da Rocha Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Cibelle Albuquerque de la Higueira Amato Universidade Presbiteriana Mackenzie

Palavras-chave:

Transtorno do Espectro Autista, Acompanhante terapêutico, Problemas de comportamento, Comunicação disfuncional, Comportamento disfuncional

Resumo

Os indivíduos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista têm como característica principal déficits na comunicação, na sociabilidade e no comportamento. O acompanhante terapêutico surge como mediador para auxiliar o indivíduo na melhora do quadro. Este trabalho tem como objetivo verificar a relação entre o grau de dificuldade referido pelo acompanhante terapêutico responsável pelo atendimento a crianças com TEA e a funcionalidade da comunicação e alterações de comportamento das crianças referidas por ele. Para isso, 30 acompanhantes terapêuticos responderam a três instrumentos por criança atendida, sendo eles: Checklist de Funcionalidade Comunicativa, CBCL/6-18 e um questionário acerca da qualidade do atendimento prestado perante comportamentos e comunicação disfuncionais. Os resultados indicaram que os comportamentos inadequados e a dificuldade na comunicação interferem nos atendimentos de 58% dos entrevistados. Dentro da população analisada, não houve relação entre problemas de comportamento e a não funcionalidade da comunicação. Este
artigo faz-se relevante por abordar temas de interesse de profissionais e pesquisadores que busquem atuar com o público autista, fornecendo informações acerca de possíveis desafios relacionados à comunicação e comportamento disfuncionais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, C.; RIBEIRO, S. Transtornos invasivos do desenvolvimento: epidemiologia e instrumentos diagnósticos. Cadernos de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento (on-line), v. 6, n. 1, p. 1-10, 2006.

AMATO, C. A. de la. H.; FERNANDES, F. D. M. O uso interativo da comunicação em crianças autistas verbais e não verbais. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, v. 22, n. 4, p. 373-378, 2010. DOI 10.1590/S0104-56872010000400002

AMATO, C. A. H. Aspectos pragmáticos no TEA. In: TAMANAHA, A. C. et al. (org.). Estudos de linguagem no transtorno do espectro do autismo. São Paulo: ABarros, 2022. p. 64-74.

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-IV-TR. 4. ed. Tradução Claudia Dornelles. Porto Alegre: Artmed, 2013.

BOESCH, M. et al. Using a behavioral approach to decrease self-injurious behavior in an adolescent with severe autism – a data-based case study. Education and Treatment of Children, v. 38, n. 3, 2015. DOI 10.1353/etc.2015.0012

BOLSONI-SILVA, A. T.; DEL-PRETTE, A.; Problemas de comportamento: um panorama da área. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 91-103, 2003.

BOSA, C. Sinais precoces de comprometimento social no autismo infantil. In: CAMARGOS JR., W. (ed.). Transtornos invasivos do desenvolvimento. Seção II – Temas da Psicologia. Brasília, 2009. p. 42-47.

CARDOSO, C.; FERNANDES, F. D. M. Relação entre os aspectos sócio cognitivos e perfil funcional da comunicação em um grupo de adolescentes do espectro autístico. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, Barueri, v. 18, n. 1, p. 89-98, 2006. DOI 10.1590/S0104-56872006000100011

CENTER FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION, 2022. Disponível em: https://www.cdc.gov/ncbddd/autism/facts.html. Acesso em: 31 jul. 2023.

CHAKRABARTI, S. Early identification of autism. Indian Pediatr, v. 46, n. 5, p. 412-414, 2009.

FERNANDES, F.; AVEJONAS, D.; MORATO, P. Perfil funcional da comunicação do espectro autístico. Revista CEFAC, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 20-26, jan./mar. 2006.

FERNANDES, F. D. M.; AMATO, C. A. H. Análise de comportamento aplicada e distúrbios do espectro do autismo: revisão de literatura. CoDAS, v. 25, n. 3, p. 289-296, 2013.

FIALHO, J. Autismo: a visão da Análise do Comportamento. Centro de Estudos em Psicologia, 2012. Disponível em: https://www.cemp.com.br/textos.php?id=29. Acesso em: 30 jun. 2023.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JUNIOR, J. A. Desvendando os mistérios do coeficiente de correlação de Pearson (R). Revista Política Hoje, v. 18, n. 1, p. 115-146, 2009.

LONDERO, I.; PACHECO, J. T. B. Por que encaminhar ao acompanhante terapêutico? Uma discussão considerando a perspectiva de psicólogos e psiquiatras. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 11, n. 2, p. 259-267, maio/ago. 2006. DOI 10.1590/S1413-

NEUBAUER, M.; FERNANDES, F. Perfil funcional da comunicação e diagnóstico fonoaudiológico de crianças do espectro autístico: uso de um checklist. CoDAS, São Paulo, v. 25, n. 6, 2013.

NUNES, D.; BARBOSA, J. P.; NUNES, L. Comunicação alternativa para alunos com autismo na escola: uma revisão da literatura. Revista Brasileira de Educação Especial, Bauru, v. 27, p. 655-672, 2021.

RIBEIRO, S. ABA: uma intervenção comportamental eficaz em casos de autismo. Canal Autismo, 14 set. 2010. Disponível em: https://www.canalautismo.com.br/numero/000/aba-uma-intervencao-comportamental-eficaz-em-casos-de-autismo/. Acesso

em: 7 jun. 2022.

SILVARES, E. F. M.; ROCHA, M. M.; SILVA, J. A. O uso do “Inventário de Comportamentos para Crianças e Adolescentes” (CBCL) e outros instrumentos do Aseba na avaliação neuropsicológica infantil. In: TISSER, L. (org.). Avaliação neupsicológica infantil. Porto Alegre: Sinopsys Editora, 2017. p. 49-68.

SOUZA, J. C. et al. Atuação do psicólogo frente aos transtornos globais do desenvolvimento infantil. Psicologia: Ciência e Profissão (on-line), v. 24, n. 2, p. 24-31, 2004. DOI 10.1590/S1414-98932004000200004

STELZER, F. G. Aspectos neurobiológicos do autismo. Cadernos Pandorga de Autismo, v. 2, 2010.

VASCONCELOS, G. Acompanhante terapêutico na escola – será que meu filho precisa? Grupo Conduzir, 9 maio 2017. Disponível em: https://www.grupoconduzir.com.br/acompanhante-terapeutico-na-escola/. Acesso em: 26 maio 2023.

WING, L.; POTTER, D. The epidemiology of autistic spectrum disorders: is the prevalence rising? Mental Retardation and Developmental Disabilities Research Reviews, n. 8, 2002, p. 151-161.

ZANON, R. B.; BACKES, B.; BOSA, C. A. Identificação dos primeiros sintomas do autismo pelos pais. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 30, n. 1, p. 25-33, 2014. DOI 10.1590/S0102-37722014000100004

Downloads

Publicado

10-08-2023

Como Citar

Paes, B. P., Rocha, M. M. da, & Amato, C. A. de la H. (2023). Funcionalidade da comunicação e problemas de comportamento em crianças autistas: A visão do acompanhante terapêutico. Cadernos De Pós-Graduação Em Distúrbios Do Desenvolvimento, 23(1), 31–52. Recuperado de https://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgdd/article/view/15414

Edição

Seção

Artigos