RESPOSTA AGUDA DA PRESSÃO ARTERIAL APÓS EXERCÍCIO DE MÁXIMA INTENSIDADE EM PROVAS DE NATAÇÃO

Filipe Dinato de Lima, Márcio Rabelo Mota, Ricardo Jacó de Oliveira, Renata Aparecida Elias Dantas

Resumo


Este estudo teve como objetivo identificar a resposta aguda da pressão arterial (PA) após exercício de máxima intensidade em diferentes provas da natação. Catorze atletas participaram de uma competição, nadando de 2 a 4 provas, e suas PA foram aferidas em repouso e logo após cada uma delas. Nos resultados houve aumento significativo da pressão arterial sistólica (PAS) em todas as coletas realizadas pos-esforco em relação ao repouso e nos 100 metros, em relação às outras. A pressão arterial diastólica (PAD) foi significativamente maior em relação ao repouso nos 100 metros e no estilo borboleta. A pressão arterial média (PAM) aumentou significativamente nos 50, 100 e 200 metros em relação ao repouso e nos 100 metros em relação às demais e nos estilos livre, borboleta, costas e peito, em relação ao repouso. Concluiu-se que o exercício máximo de natação eleva a PAS em todos os estilos e distâncias estudados. As provas de 100 metros foram as que causaram maior estresse cardiovascular.

Palavras-chave: pressão arterial; exercício; natação.


Texto completo:

PDF