Algumas Considerações Sobre o Mercado de Taxa de Juros Brasileiro

  • Rodrigo Cabral Tesouro Nacional

Resumo

A questão da existência e magnitude de prêmios de risco na estrutura a termo das taxas de juros brasileiras não é muito clara, reforçada pelo fato de esse mercado ainda ser incipiente. Há alguns anos, o Banco Central decidiu criar um sistema para medir as expectativas dos agentes quanto à evolução da economia (inclusive as taxas de juros) e subsidiar o sistema de metas de inflação; entretanto, não sabemos se esse sistema representa de fato as expectativas reais do mercado. Essas são algumas das motivações para este artigo, juntamente com questões sobre a relação entre o mercado futuro e essas expectativas coletadas, sobre o prêmio dos títulos públicos e a relevância dessas questões para a administração da dívida pública. Como contribuições principais, trazemos uma medida da estrutura a termo do prêmio de risco de taxa de juros no mercado brasileiro, por meio da utilização do filtro de Kalman, e uma estimação das expectativas dos agentes. Além disso, investigamos as expectativas coletadas pelo Banco Central, avançamos na questão dos determinantes do prêmio de taxa de juros e na identificação e mensuração do prêmio governo, além de outros tópicos menores.

Biografia do Autor

Rodrigo Cabral, Tesouro Nacional

Coordenador de Planejamento Estratégico da Dívida Pública do Tesouro Nacional. Físico, Mestre e Doutor em Economia pela Universidade de Brasília. Professor associado do programa de Mestrado em Gestão Econômica de Negócios da Universidade de Brasília.

Publicado
2009-06-26
Seção
Artigos