O PAPEL DAS ARMAS NOS HOMICÍDIOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

Beatriz Rezzieri Marchezini, Mônica Yukie Kuwahara

Resumo


O objetivo do artigo é investigar empiricamente a possível relação entre a disponibilidade de armas de fogo e homicídios com este instrumento na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). A análise é realizada com dados em painel para os 39 municípios da RMSP no período de 2003 a 2016, através de Mínimos Quadrados Ordinários e Mínimos Quadrados em Dois Estágios, alterando-se nas estimações, as proxies para disponibilidade de armas e eficiência policial. As variáveis proporção de suicídios com armas de fogo, apreensões de armas de fogo e prisões por porte ilegal são utilizadas como proxiespara disponibilidade de armas e independente da escolha da variável os resultados sugerem uma relação positiva entre a disponibilidade de armas de fogo e os homicídios, indicando que mais armas de fogo levariam a mais óbitos com este instrumento.

O objetivo do artigo é investigar empiricamente a possível relação entre a disponibilidade de armas de fogo e homicídios com este instrumento na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). A análise é realizada com dados em painel para os 39 municípios da RMSP no período de 2003 a 2016, através de Mínimos Quadrados Ordinários e Mínimos Quadrados em Dois Estágios, alterando-se nas estimações, as proxies para disponibilidade de armas e eficiência policial. As variáveis proporção de suicídios com armas de fogo, apreensões de armas de fogo e prisões por porte ilegal são utilizadas como proxies para disponibilidade de armas e independente da escolha da variável os resultados sugerem uma relação positiva entre a disponibilidade de armas de fogo e os homicídios, indicando que mais armas de fogo levariam a mais óbitos com este instrumento.


Texto completo:

PDF