PROJEÇÃO DA TAXA DE JUROS SELIC NA ECONOMIA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE MODELOS DE PREVISÃO

Autores

  • Felipe Vieira Passos Universidade Católica de Brasília
  • Carlos Enrique Carrasco-Gutierrez Universidade Católica de Brasília

Resumo

A avaliação das expectativas e do comportamento futuro das taxas juros na economia está entre as principais áreas da economia monetária, e tem assumido protagonismo nos noticiários e pesquisas em todo o mundo. O Brasil adota o regime de metas de inflação, situação em que o Banco Central ajusta a taxa de juros nominal de curto prazo (a taxa Selic) conforme os desvios da inflação em relação à sua meta, o hiato do produto e outras variáveis macroeconômicas. Este trabalho tem como objetivo encontrar um modelo de previsão para a taxa de juros básica. Utilizamos o modelo estrutural da regra de Taylor e os modelos de séries de tempo VAR, ARDL e SARIMA. O período analisado corresponde a dados de frequência mensal entre 01/2002 até 06/2021. Os resultados indicam que o modelo ARDL foi o que apresentou o melhor desempenho de previsão. A previsão dinâmica para até 6 meses à frente indica boa relação dos valores previstos e valores efetivos observados da taxa Selic. A previsão estática ficou bastante próxima dos valores efetivos e sempre dentro do intervalo de confiança de 95%. Comparando os resultados de previsão do modelo final identificado com a previsão das instituições financeiras por meio do boletim Focus do Banco Central, foi verificado que o modelo econométrico teve desempenho superior, com erro de previsão 16% menor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-11-30

Como Citar

Vieira Passos, F., & Carrasco-Gutierrez, C. E. (2023). PROJEÇÃO DA TAXA DE JUROS SELIC NA ECONOMIA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE MODELOS DE PREVISÃO. Revista De Economia Mackenzie, 20(2), 38–69. Recuperado de https://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/rem/article/view/15934

Edição

Seção

Artigos