OS EFEITOS DOS TREINAMENTOS DE FORÇA E DE POTÊNCIA SOBRE A ECONOMIA DE CORRIDA

Everton Crivoi Carmo, Marcelo Gomes Pereira, Diego Barretti, Cezar Cavinato Cal Abad, Carlos Ugrinowitsch, Valmor Tricoli

Resumo


Devido ao seu importante papel sobre o desempenho em provas de média e longa durações, diferentes intervenções têm sido propostas para melhorar a economia de corrida (EC), entre elas os treinamentos de força e de potência. Entretanto, os resultados ainda são controversos. Assim, o objetivo desta revisão foi verificar os efeitos dos treinamentos de força e de potência sobre a EC. Para isso, foi realizada uma busca eletrônica nas principais bases de dados, seguindo os seguintes critérios: 1. Estudos originais; 2. que realizaram treinamento de força e/ou de potência como intervenção; 3. indivíduos experientes em provas de média e longa distâncias. Dos 12 estudos analisados, dez demonstraram melhoras na EC. Entretanto, a variação nos resultados observados é grande (1,4% e 7%), dificultando explicações definitivas sobre essa melhora. Os resultados apontam para a utilização do treinamento pliométrico; no entanto, os mecanismos responsáveis pela possível melhora ainda estão pouco elucidados.

Palavras-chave: desempenho esportivo; gasto energético; treinamento esportivo.


Texto completo:

PDF