ANÁLISE DO TRANSPORTE POR APLICATIVO NA CIDADE DE SÃO PAULO NA PERSPECTIVA DE CLIENTES

  • ELIACY CAVALCANTI LÉLIS FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC SÃO PAULO E FATEC ZONA LESTE
  • GABRIEL KUESTRA MACÁRIO DE LIMA FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC ZONA LESTE
  • ALEXANDRO ALVES FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC ZONA LESTE
  • DOUGLAS BARROS DA SILVA FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC ZONA LESTE
  • MARCOS JOSÉ CORRÊA BUENO FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC GUARULHOS, FATEC MOGI DAS CRUZES e FATEC ZONA LESTE
Palavras-chave: Transporte por aplicativo, Clientes, Mobilidade Urbana

Resumo

Desde a chegada dos aplicativos de transportes no Brasil muita coisa mudou, devido a crescente expansão e concorrência no mercado. O presente artigo busca analisar os serviços de transporte por aplicativo da cidade de São Paulo na perspectiva de clientes. Esta é uma pesquisa empírica e exploratória, com abordagem quantitativa e qualitativa. Na metodologia de estudo foi realizado um levantamento bibliográfico e selecionados os aplicativos mais conhecidos e utilizados na cidade de São Paulo: Uber, Cabify, Easy e 99 para uma análise comparativa da ficha técnica dos serviços oferecidos. Na pesquisa de opinião, foi um questionário semiaberto para 181 respondentes. Os resultados mostram as empresas preferidas, sendo o Uber o mais votado. Foram identificados alguns problemas vivenciados pelos usuários e os motivos pelos quais as pessoas escolhem o transporte por aplicativo. Outro aspecto relevante é a integração desse sistema com os demais sistemas de transporte coletivo, bem como seu custo acessível. Conclui-se que o transporte por aplicativo tem motivos e preferências que podem ampliar a demanda potencial desse mercado, com impactos para a economia local e para a mobilidade urbana da cidade de São Paulo.

Biografia do Autor

ELIACY CAVALCANTI LÉLIS, FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC SÃO PAULO E FATEC ZONA LESTE

Administradora e engenheira, especialista em educação superior, mestre e doutora em engenharia de produção, pós-doutoranda em tecnologias da inteligência e design digital. Tem experiência profissional administrativa e técnica na manufatura e em serviços no setor público e privado. Pesquisadora, professora, conteudista e tutora na graduação e pós-graduação nas áreas de administração e engenharia. Parecerista, referee. Leciona e publica nas áreas de gestão da qualidade, gestão ambiental, responsabilidade social, gestão de projetos, gestão da produção e de operações, logística, gestão da cadeia de suprimentos, estratégia, sistema de informação, gestão de marketing, segurança e saúde do trabalho, metodologia de pesquisa e avaliação institucional

GABRIEL KUESTRA MACÁRIO DE LIMA , FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC ZONA LESTE

Tecnólogo em Logística.

ALEXANDRO ALVES, FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC ZONA LESTE

Tecnólogo em Logística.

DOUGLAS BARROS DA SILVA, FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC ZONA LESTE

Tecnólogo em Logística.

MARCOS JOSÉ CORRÊA BUENO, FACULDADE DE TECNOLOGIA - FATEC GUARULHOS, FATEC MOGI DAS CRUZES e FATEC ZONA LESTE

Possui graduação em Ciências Econômicas pelo Centro Universitário Fundação Santo André (1994) e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Paulista (2007). Atualmente é docente da FATEC Guarulho, FATEC Mogi das Cruzes e FATEC Zona Leste, horista do Centro Universitário Senac. É tutor, validador e conteudista do curso de Tecnologia em Logística do Senac em EAD (Ensino à distância). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Compras, Administração de Materiais e Suprimentos.

Referências

BRASIL. Lei nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012. 2012. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12587.htm Acesso em 11, abr. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.640, 26 de março de 2018. 2018. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13640.htm Acesso em 11, abr. 2019.

CEDE – Centro de Estudos e Debates Estratégicos. O desafio da mobilidade urbana. Brasílias: Câmara dos Deputados, 2015.

CUNHA, Henrique. História e Evolução da Empresa 99 Taxis Aplicativo de Transporte. 2018. Disponível em http://infomobilidade.com.br/2018/05/30/historia-da-99-aplicativo-de-transporte/ Acesso em 11, abr. 2019.

EASY. Nossa história. 2018. Disponível em http://www.easytaxi.com/br/nossa-historia/ Acesso em 11, abr. 2019.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D.T. Métodos de pesquisa. ed. UFRGS, 2009. disponível: http://www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad005.pdf acesso: 11/04/2019

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar. ed. Record, 1997.

HIGA, Paulo. Uber, WillGo, Cabify, Televo ou EasyGo: qual é mais vantajoso em SP?. 2016. Disponível: https://tecnoblog.net/198879/taxi-uber-willgo-cabify-mais-barato-sp/ acesso: 11/04/2019

MUNDO DAS MARCAS. Cabify. 2018. Disponível em http://mundodasmarcas.blogspot.com/2018/09/cabify.html Acesso em 11, abr. 2019.

NTU. O transporte público por ônibus em números. 2019. Disponível em https://www.ntu.org.br/novo/AreasInternas.aspx?idArea=7 Acesso em 11, abr. 2019.

PSP - Prefeitura de São Paulo. Estrutura. 2019. Disponível em http://www.capital.sp.gov.br/cidadao/transportes Acesso em 11, abr. 2019.

SALGADO, Eduardo; SERRANO, Filipe; KOJIKOVSKI, Gian. A guerra das ruas. Revista Exame. ed. Abril. 2017.

UBER. A história da uber. 2019. Disponível: https://www.uber.com/pt-BR/newsroom/historia/ Acesso em 11, abr. 2019.

VACCARI, L, S. Fanini, Valter. Mobilidade Urbana. CREA, 2016. Disponível: http://www.crea-pr.org.br/ws/wp-content/uploads/2016/12/mobilidade-urbana.pdf Acesso em 17, mar. 2019.

VASCONCELOS, E. A.; CARVALHO, C. H. de; PEREIRA, R. H. M. Transporte e mobilidade urbana. Textos para discussão cepal. IPEA, 2011. Disponível: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs_Ipea_Cepal/tdcepal_034.pdf Acesso em 17, mar. 2019.

VIDA DE MOTORISTA. Um comparativo entre as taxas de apps de motorista particular. S.D. Disponível: https://vidademotorista.com.br/um-comparativo-entre-as-taxas-de-apps-de-motorista-particular/acesso: Acesso em 11, abr. 2019.
Publicado
2020-04-10