Captura e Armazenamento de Dióxido de Carbono em Usinas de Cana-de-Açúcar

Autores

  • Guilherme H. Papp Univrsidade Presbiteriana Mackenzie
  • Guilherme Mohr Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Pedro C, Mora Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Paulo R. Nali Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Sílvia Maria Stortini González Velázquez Universidade Prebiteriana Mackenzie

Palavras-chave:

CCS (Carbon capture and storage). Setor sucroalcooleiro. Etanol.

Resumo

Este trabalho apresenta tecnologia que contribui para minimizar o aquecimento global, a partir do setor sucroalcooleiro brasileiro, experiente na produção de açúcar, etanol e bionergia nas usinas de cana-de-açúcar. Pode-se reduzir as emissões de CO2 com a captura e armazenamento do CO2 (CCS) proveniente do processo de fermentação da cana-de-açúcar em etanol, sua compressão e armazenamento em um aquífero salino. A partir do balanço energético do processo obtém-se emissões tão baixas que podem chegar a ser negativas. Entretanto, é premente o envolvimento da iniciativa privada e do Governo na formulação de políticas públicas para incentivar a viabilização da tecnologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sílvia Maria Stortini González Velázquez, Universidade Prebiteriana Mackenzie

Graduada em Engenharia Química pela Fundação Armando Álvares Penteado (1985), Mestre (2000) e Doutora (2006) em Energia pelo Programa Interunidades de Pós-Graduação em Energia (PIPGE) da Universidade de São Paulo (USP). Pesquisadora do Centro Nacional de Referência em Biomassa - CENBIO/IEE/USP, atuando principalmente na geração de energia a partir da biomassa e em biocombustíveis líquidos (de 2003 a 2011). Professora Titular da Faculdade de Engenharia da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Professora Adjunto da Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), Profa. Adjunto da Fundação Educacional Inaciana Padre Saboia de Medeiros (FEI).

Referências

AGEITEC – Agência Embrapa de Informação Tecnológica. Destilação. Disponível em: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cana-de-acucar/arvore/....html. Acesso em: 19 mar. 2013.

BELFANO. Coluna de CO2 – Especificações. Disponível em: <http://belfano.com.br/internas/produtos/prod_det.asp?Produto=57> Acesso em 31 jul. 2013.

BIOETANOL.Bioetanol de cana-de-açúcar. Disponível em: <http://www.bioetanoldecana.org/pt/download/cap2.pdf>. Acesso em 29 mar. 2013.

BRASIL. Matriz energética. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/cop/panorama/ o-que-o-brasil-esta-fazendo/matriz-energetica>. Acesso em 24 mar. 2013.

BRAUNE, A. V., VELÁZQUEZ, S. M. S. G., MOREIRA, J. R., Projeto RCCS – Captura e Armazenamento do CO2 Proveniente do Processo de Fermentação do Açúcar em Etanol do Estado de São Paulo. Artigo apresentado e publicado no SHEWC, Safety, Health and Environment World Congress 2012. São Paulo, jul. 2012.

CENBIO - Centro Nacional de Referência em Biomassa. Projeto BEST – BioEtanol para o transporte sustentável. São Paulo, 2008.

CNI. Fórum Nacional Sucroenergético (FNS): Bioetanol – O Futuro Renovável. Disponível em: <http://cnisustentabilidade.com.br/docs/FNS_RIO20_web.pdf>. Acesso em: 14 abr. 2013.

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Perfil do setor de açúcar e do álcool no Brasil – Edição para Safra 2009/2010. Brasília – DF, 2012a.

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira: cana-de-açúcar. Terceiro levantamento, Safras 2010/11 e 2012/13. Brasília - DF, 2012b.

CONVIBRA. A política brasileira para o etanol: uma análise do aparato histórico-constitucional. Disponível em: <http://www.convibra.com.br/upload/paper/adm/adm_1132.pdf>. Acesso em: 03 mar. 2013.

CSLF - Carbon Sequestration Leadership Forum. Active and Completed CSLF Recognized Projects. Disponível em: http://www.cslforum.org/publications/documents

/CSLFRecognizedProjectsJuly2013.pdf>. Acesso em 26 jul. 2013.

DIRETO DA USINA. Etanol de cana é superior ao de milho e beterraba. Disponível em: <http://www.diretodausina.com.br/conteudo/etanol-de-cana-e-superior-ao-de-milho-e-beterraba>. Acesso em 11 abr. 2013.

EPA - Environmental Protection Agency. Renewable Fuel Standard Program (RFS2) Regulatory Impact Analysis. Washington, DC, 2010; p 1120

EPE – Empresa de Pesquisa Energética. Análise de conjuntura dos biocombustíveis - janeiro a dezembro de 2011. Brasília-DF, 2012.

EQ-UFRJ - Escola de Química - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Produção de Etanol – Microbiologia Industrial. Disponível em: http://www.eq.ufrj.br/biose/nukleo/aulas/Microbiol/eqb353_aula_12.pdf. Acesso em: 15 mar. 2013.

FOLHA DE SÃO PAULO. Dados sobre a importação da gasolina. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1179901-importacao-de-gasolina-pode-chegar-a-20.shtml. Acesso em: 15 mar. 2013a.

FOLHA DE SÃO PAULO. Importação da gasolina sobe 70% em 2012. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/vaivem/1214866-importacao-de-gasolina-sobe-70-em-2012.shtml. Acesso em: 15 mar. 2013b.

GEF – Global Environmental Facility. Project title: RCCS – Renewable CO2 capture and storage from sugar fermentation industry in São Paulo State. 2009.

GLOBAL CCS INSTITUTE. Carbon capture and storage (CCS) accepted as UN-based carbon offsetting scheme, paving way for developing country finance. Disponível em: <http://cdn.globalccsinstitute.com/sites/default/files/media-releases/27171/carbon-capture-and-storage-ccs-accepted-un-based-carbon-offsetting-scheme-paving-way-developing-coun.pdf> Acesso em: 09 jul 2013a.

GLOBAL CCS INSTITUTE. Illinois Industrial Carbon Capture and Storage Project. Disponível em: <http://www.globalccsinstitute.com/projects/12686> Acesso em: 18 jul. 2013b.

GRUPO DE PESQUISA EM QUÍMICA VERDE E AMBIENTAL. Fluidos supercríticos. Disponível em: <http://www.usp.br/gpqa/scf.asp>. Acesso em 25 mar. 2013.

IPCC - Intergovernmental Panel on Climate Change. Carbon Dioxide Capture and Storage. Cambridge University Press: Cambridge, New York, Melbourne, Madrid, Cape Town, Singapore, São Paulo, 2005.

IPCC – Intergovernmental Panel on Climate Change. Bioenergy. In: IPCC - Special Report on Renewable Energy Sources and Climate Change Mitigation. Chum, H.; Faaij, A.; Moreira, J. R.; Berndes, G.; Dhamija, P.; Dong, H.; Gabrielle, B.; Goss Eng A.; Lucht, W.; Mapako, M.; Masera Cerutti, O.; McIntyre, T.; Minowa, T.; Pingound, K.; Edenhofer, O.; Pichs-Madruga, R.; Sokona, Y.; Seyboth, K.; Matschoss, P.; Kadner, S.; Zwickel, T.; Eickemeier, P.; Hansen, G.; Schlomer, S.; von Stechow, C. Cambridge University Press: Cambridge, UK, 2011.

MEIO FILTRANTE. Purificação por coalescência. Disponível em: <http://www.meiofiltrante.com.br/materias.asp?action=detalhe&id=295> Acesso em 25 jul. 2013.

PERUZZO, Tito Miragaia; CANTO, Eduardo Leite do. Química na abordagem do cotidiano, vol. 3 (Orgânica), Moderna, São Paulo - SP, 2002.

REVISTA BRASILEIRA DE BIOENERGIA. O Carbono rumo às profundezas. Editora USP, IEE, Ed. no 10, São Paulo, 2011.

REVISTA OPINIÕES. A velha cana-de-açúcar. Editora WDS Ltda, Ed. no 14, São Paulo, 2007.

UNDP (United Nations Development Programme). RCCS - Renewable CO2 Capture and Storage from Sugar Fermentation Industry in Sao Paulo State. 2011.

UNICA. União da Indústria da Cana de Açúcar. Disponível em: Acesso em: 08 mar. 2013.

VIEIRA, Maria C. A. Setor Sucroalcooleiro Brasileiro: Evolução e perspectivas. DEAGRO (BNDES). Brasília - DF, 2008.

ZERO EMISSION RESOURCE ORGANISATION, ZERO. Carbon Capture and Storage FutureGen 2.0 Promoves Forward Into Second Phase. Disponível em: <http://www.zeroco2.no/projects/archer-daniels-midland-company-decatur>Acessos em 29 jun. 2013 e 17 abr. 2014.

Downloads

Publicado

2017-10-10

Como Citar

Papp, G. H., Mohr, G., Mora, P. C., Nali, P. R., & Velázquez, S. M. S. G. (2017). Captura e Armazenamento de Dióxido de Carbono em Usinas de Cana-de-Açúcar. Revista Mackenzie De Engenharia E Computação, 16(1). Recuperado de https://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/rmec/article/view/6857

Edição

Seção

Artigos