Manutenção da prática de atividades aquáticas: tempo de prática e alterações dos principais motivos, na percepção dos idosos

  • Simone Tolaine Massetto Universidade Presbiteriana Mackenzie

Resumo

Este estudo, com delineamento transversal, buscou verificar, na percepção dos praticantes, os motivos de permanência em programas de atividades aquáticas, além de verificar a alteração desses motivos com o aumento do tempo de prática. A coleta foi feita por meio de um questionário estruturado composto de questões fechadas, em uma amostra de 94 sujeitos com idade cronológica média de 66,09 (DP = 5,22). Os sujeitos  apresentam grau de instrução elevado e a maioria dos praticantes são mulheres (72,3%). Do total de participantes, 83% continuam frequentando as aulas por sentir prazer e 80,9% por causa do incentivo do professor. Na percepção dos idosos, fatores relacionados ao ambiente físico e social são alterados com o tempo de prática, assim como a automotivação e a percepção de tempo livre. Os profissionais devem ser  preparados para oferecer propostas compatíveis com os interesses dos idosos, buscando aumentar a adesão.
Publicado
2011-09-02