PERFIL DO ESTADO NUTRICIONAL DE ESCOLARES DO SEXO FEMININO ENTRE AS DÉCADAS DE 1960 A 2000

Adilson Domingos dos Reis Filho, Murilo Ferreira Flores, Eliana Santini, Gilmar Fiorini

Resumo


Com o advento da obesidade em nível epidemiológico nos últimos anos, houve maior preocupação na identificação precoce desta condição para posterior intervenção. Com isso, o presente estudo objetivou identificar a prevalência do estado nutricional de adolescentes do sexo feminino pelo índice de massa corporal (IMC=kg/m2).Foram analisadas a massa corporal (kg) e a estatura (m) de adolescentes de uma escola particular localizada no município de Cáceres-MT, realizadas ao longo das décadas de 1960, 1970, 1980, 1990 e 2000. Foi calculado o IMCe a prevalência do estado nutricional paracada ponto de corte de acordo com os Centers for DiseaseControlandPrevention (CDC). Não houve variância do IMC nas décadas analisadas. Foi encontrada prevalência para a amostra total de 11,2% (n=114) para o sobrepeso e 3,8% (n=39) para a obesidade. Conclui-se que em cidades interioranas, o IMC permaneça dentro dos limites considerados saudáveis.

Palavras-chave:Índice de massa corporal, Obesidade, Adolescentes.

 

 

 


Texto completo:

PDF