Efeitos da suplementação de creatina no metabolismo glico-lipídico: possíveis aplicações terapêuticas

  • Bruno Gualano Universidade de São Paulo
  • Guilherme Giannini Artioli Universidade de São Paulo
  • Antonio Herbert Lancha Junior Universidade de São Paulo

Resumo

Diversos estudos indicam que a creatina é capaz de aumentar o desempenho em atividades intermitentes de alta intensidade. Novas evidências têm indicado que a creatina também pode ser efetiva em modular o perfil glico-lipídico. Alguns trabalhos têm demonstrado que a creatina potencializa melhoras na tolerância à glicose, perfil lipídico e sensibilidade à insulina promovidas pelo exercício. Embora não se saiba ao certo se o mecanismo de tais adaptações, a aplicabilidade dessa estratégia parece ser muito promissora em quadros caracterizados por resistência à insulina, como diabetes tipo II e obesidade. Nessa revisão, apresentamos uma descrição crítica dos artigos sobre o tema, destacando o potencial terapêutico da creatina, as lacunas na literatura e os eventuais mecanismos moleculares e fisiológicos responsáveis por tais adaptações.

Publicado
2009-08-06